Valeu, Exeter!

Exeter

O domingo passado terminou festivo com a importante vitória sobre o Santos, mas logo pela manhã a festa já acontecia em Laranjeiras.

Relembrando os 100 anos do jogo inicial do Brasil, o mesmo time inglês daquela partida foi convidado para enfrentar o Fluminense no estádio das Laranjeiras. O Tricolor acabou utilizando uma mescla de time sub-23 e alguns reservas por conta da rodada do campeonato brasileiro marcada para o mesmo dia. O resultado (0 x 0) era o que menos importava nesta data festiva.

Infelizmente, a partida perdeu parte do brilho por conta da péssima imagem final da seleção brasileira na Copa do Mundo 2014, e o evento tampouco mereceu grande divulgação por parte do clube, uma pena. Outro ponto a se lamentar foi a Fluboutique fechar as portas em seu horário normal, enquanto ainda haviam muito ingleses dentro da sede.

Por outro lado, há de se exaltar a grande presença de torcedores ingleses, que vieram acompanhar a equipe, visitaram (e se maravilharam com) a sala de troféus, almoçaram e circularam pelo clube e depois ainda partiram em quatro ônibus para acompanhar o jogo tricolor em Volta Redonda.

Foi gratificante também ver muitos torcedores do Exeter City tornando-se sócios do Fluminense e também comprando a versão em inglês do livro “Nós Somos a História”.

Parabéns sempre, Flu!

1902-B-verso

Hoje completam-se 112 anos da maior instituição esportiva do Brasil.

Quando Oscar Cox teve a melhor ideia de todos os tempos e fundou ao lado de amigos o Fluminense Football Club, mal sabia a dimensão que sua “criatura” ganharia com os passar das décadas. Participação decisiva na história da Seleção Brasileira de futebol, no desenvolvimento da cultura da cidade, na expansão dos esportes olímpicos e, claro, na geração constante de brilhante fatos ligados ao futebol são apenas alguns dos ingredientes desta saga gloriosa.

Quem merece capítulo especial, esta sim, é a nossa torcida espalhada por todo o mundo e muitas vezes vilipendiada por setores irresponsáveis da mídia, mas sempre presente, sempre fiel, sempre guerreira. 21 de julho é dia de tirar as cores tricolores da gaveta e colorir o dia com uniformes, bandeiras, flâmulas e quaisquer outros itens que já fazem parte do cotidiano tricolor e hoje em especial merecem ser mostrados ao mundo como reverência.

São inúmeras conquistas nesses 112 anos, passando pelos 31 títulos estaduais, 4 títulos brasileiros e o mundial conquistados brilhantemente pelo futebol, a taça olímpica concedida pelo COI em 1949, e a cidadania tricolor, conquistada na última gestão, com a aprovação do voto ao sócio torcedor (sócio-futebol), porém temos muitos desafios pela frente para a construção de um novo futuro.

Não nos cabe aqui relembrar todos os feitos e detalhes, mas o site oficial tem algumas curiosidades interessantes sobre detalhes da fundação, acesse e confira.

Parabéns pelos 112 anos, Fluminense! Rumo à eternidade!

Pulando para 3º

image

O Flu conquistou três pontos importantes, ultrapassou o Santos e outros rivais e pulou para a 3ª colocação do campeonato.

Antes de comentar sobre nosso time, vale ressaltar mais um erro criminoso de arbitragem, o segundo consecutivo, contra o Fluminense. Um lance com três desdobramentos, em que não houve irregularidade alguma, levou Leandro Vuaden a anular um gol legal. O goleiro Aranha, tal qual o péssimo ator Paulo Baier, ainda teve a coragem de cair com as mãos no rosto alegando uma contusão após a conclusão de Cícero. O clube fez representação na CBF na quarta-feira, e esperamos que repita o expediente e aumente o tom contra os erros. Não é admissível os árbitros tentarem copiar a Copa do Mundo em vários aspectos e errar clamorosamente deste jeito.

Vamos ao time: Sóbis e Walter mais uma vez irreconhecíveis, com erros técnicos e de posicionamento tão claros que até mesmo a entrada de Samuel e Kenedy, que não são os reservas imediatos, fez o time melhorar sua produção ofensiva. Gum e Henrique foram bem na zaga e Chiquinho cumpriu bem o papel improvisado no lugar do Carlinhos.

Sofremos, vencemos apenas por 1×0 com um golaço de Conca, mas felizmente demos um salto importante na briga pelo topo da tabela. Agora temos uma semana de descanso e treinos, para tentar recuperar a pegada e o volume de jogo presentes no início do campeonato, e que parecem ter sumido nos últimos 5 jogos.

Consolidando infos. para Flu x Santos

Flu x Santos

O Fluminense joga no próximo domingo uma importante partida do campeonato brasileiro contra o Santos, na cidade de Volta Redonda.

Por conta da grade de transmissões do Sportv, o jogo ocorrerá às 18:30h, um péssimo horário, que prejudica muito a presença da torcida que pretende viajar a partir do RJ.

Na página oficial do Clube no Facebook, existe corretamente um evento anunciando a partida, uma boa prática, mas dentro dele só constam informações sobre a venda avulsa de ingressos e pacotes Vou Ver o Flu, não existe nenhuma orientação para sócios. Estas informações saíram particionadas em diferentes canais institucionais do Clube, tais como site oficial e mensagem eletrônica enviada aos sócios.

Como apoio ao torcedor que pretende viajar e prestigiar o Fluminense no importante jogo de domingo, consolidamos aqui todas as informações sobre ingressos, venda avulsa e transporte oferecido para Volta Redonda.

__________________________________

INFORMAÇÕES PARA SÓCIOS:

Por questões que envolvem a organização da Copa do Mundo no estádio do Maracanã, para a partida em questão não será possível a reserva e compra online de ingressos no próximo domingo, quando o Fluminense enfrentará o Santos no Estadio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Por isso, o Fluminense Football Club informa que, o Sócio Contribuinte / Proprietário com Pacote Futebol adimplente terá o benefício de 100% de desconto na compra de ingressos (no setor Arquibancada) para a décima primeira rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Santos, no dia 20 de Julho em Volta Redonda.

Portanto, os sócios que quiserem ir à esta partida deverão efetuar a retirada do ingresso nos seguintes horários:

Quinta-feira, dia 17 de Julho: 10h às 17h – Bar dos Guerreiros | Sede do Fluminense

Sexta-feira, dia 18 de Julho: 10h às 17h – Bar dos Guerreiros | Sede do Fluminense

Sábado, dia 19 de Julho: 10h às 17h – Em frente ao Bar dos Guerreiros | Sede do Fluminense

Domingo, dia 20 de Julho das 14:30 até o final do primeiro tempo – Estadio Raulino de Oliveira | Bilheteria Azul

Preços:

Cadeira – R$40,00 (inteira)

Arquibancada – R$20,00 (inteira)

Sócio Futebol e Sócios com Pacote Jogos- R$10,00

Sócio Contribuinte ou Proprietário com Pacote Futebol – R$0

Observação:

- É imprescindível a apresentação da carteira de sócio e um documento de identificação para a realização da compra de ingressos.

__________________________________

INFORMAÇÕES SOBRE VENDA AVULSA:

PONTOS DE VENDA:

Quinta-feira a sábado (17/7 a 19/7)

10h às 17h – Bar dos Guerreiros | Sede do Fluminense

Domingo (20/07)

Das 14h30 até o final do primeiro tempo – Estádio Raulino de Oliveira | Bilheteria Azul

VALORES:

Cadeira – R$40

Arquibancada – R$20

__________________________________

PACOTES VOU VER O FLU:

Há opções de transporte com e sem ingresso, que variam de R$ 60 a R$ 90.

O ponto de encontro será no Largo do Machado, às 13h, com saída marcada para 14h. Os pacotes podem ser adquiridos online (http://www.vouveroflu.com.br/) ou na Sala de Troféus do Fluminense.

__________________________________

A Comunicação Institucional do Fluminense não deu orientações oficiais sobre gratuidades para este jogo, mas por lei elas estão valendo para idosos e menores de 12 anos.

Compareça!

Reestreia decepcionante

penalti_inventado2

A volta aos gramados após a Copa do Mundo não poderia ser mais frustrante para os tricolores. Jogando contra uma equipe limitada e fechada na defesa, o Flu não conseguiu sequer fazer o goleiro adversário trabalhar no primeiro tempo. É verdade que Cavalieri também não seria notado, não fosse sua aparição para tentar defender o pênalti ridiculamente marcado sobre Paulo Baier. Repórteres, comentaristas e até o narrador da Rede Globo foram unânimes: obviamente não houve falta. O jogador, brigando com as repetidas imagens, garantiu que havia sido tocado. No fima das contas nenhum jogador tricolor contestou veementemente o juiz, a infração foi cobrada e fomos para o intervalo com o 1×0 nas costas.

Veio o segundo tempo e nada mudou. Walter saiu para a entrada de Matheus Carvalho, mas as jogadas em velocidade, o que se espera dele, não aconteceram. O meio-campo mais técnico com Jean, Cícero (este, totalmente fora de posição) , Wagner e Conca não funcionou, seja para bloquear a defesa (e isso porque jogamos com um adversário de fundo de tabela) ou chegar com mais qualidade à frente. Para completar, Sóbis e Carlinhos tiveram talvez uma das piores partidas em suas passagens pelo Flu. Saíram o segundo e terceiro gols, e embora o Flu tenha conseguido marcar duas vezes, já se sabia que o resultado final não seria alterado.

Não vale a pena ser ácido apenas para tentar ser profeta de apocalipse, mas uma derrota não pode acontecer desta forma após mais de um mês de preparação. O Fluminense tem uma das 3 maiores folhas mensais de futebol no país e o mínimo que se espera dele são atuações com comprometimento e dedicação. O elenco é qualificado e estamos apenas no início do segundo quarto do campeonato. Só que a reação e a volta do bom futebol precisam ser urgentes.

Domingo vamos para Volta Redonda pegar o Santos e tentar manter a proximidade com G4.

1 2 3 72