4 jogos, 12 pontos

12

O Flu terá, em 15 dias, 4 jogos consecutivos disputados no Rio de Janeiro pelo campeonato brasileiro. A sequência começa no próximo sábado, na partida contra o Figueirense adiada por conta das Olimpíadas. Uma vitória nossa uniformiza os jogos disputados e podemos ficar a 3 pontos do G4. Depois, um clássico contra o Botafogo no estádio da Ilha, onde seremos visitantes mas podemos fazer bom papel. No dia 12, nosso primeiro jogo numa segunda-feira, às 20h contra o galo em Edson Passos, e depois, na quinta (15/9), o último duelo dessa sequência, contra a Chapecoense, novamente em nosso caldeirão.

A oportunidade para o Flu entrar definitivamente no pelotão de cima está na nossa frente. Não há razões para achar que 12 pontos nestes 4 jogos é devaneio. Edson Passos já caiu nas graças da torcida e podemos sim alcançar todos os pontos possíveis. Isso nos colocaria sem dúvida em ótima situação, principalmente porque haverá confrontos diretos entre quem hoje ocupa ou postula lugar no G4. Vejamos abaixo a série de 3 jogos destes times do alto da tabela:

Palmeiras
São Paulo-C
Grêmio-C
Flamengo- F

Flamengo
Ponte Preta- C
Vitória- F
Palmeiras-F

Galo
Vitória – C
Flu-F
Sport-C

Corinthians
Sport- C
Santos- F
Coritiba-F

Santos
Inter- F
Corinthians-C
Botafogo- F

Grêmio
Coritiba-F
Palmeiras-C
Ponte Preta-F

Ponte Preta
Flamengo-F
América-C
Grêmio-C

Na quarta-feira já teremos um duelo especial e interessante pela Copa do Brasil, com festa de pó de arroz, recepção ao ônibus e clima de decisão para tentarmos sair na frente do Corinthians. Um ótimo pontapé inicial para o que podemos viver em Edson Passos na Copa e nas semanas seguintes. Vamos acreditar todos, cada um trabalhando à sua maneira: time, diretoria e torcida. A vitória na quarta e o G4 estão logo ali!

Derrota amarga em Brasília

29296153145_182a907896_o

O Flu foi a Brasília em mais um jogo com mando vendido e teve uma tarde muito ruim contra o Palmeiras. O líder da competição não teve atuação brilhante, mas soube aproveitar os erros tricolores para garantir a vitória, e depois mantê-la, à base de muitas faltas e com a complacência do árbitro, sempre gentil quando o antijogo vinha do lados deles. A partida teve o recordes de cartões amarelos no campeonato (7 para o Flu e 5 para os paulistas).

Cavalieri falhou feio no primeiro gol, ao sair totalmente fora de tempo em um cruzamento completado por Dudu. O atacante tinha Wellington Silva para atrapalhá-lo, mas este também se enrolou e não conseguiu cortar. Curiosamente, a dupla protagonizou também a bobeira do segundo gol: a bola de Jean aparentemente seria cortada pelo lateral, mas a intervenção de Cavalieri a jogou para dentro de nossa meta. A partir daí o jogo acabou. Wellington teve a chance para mudar o cenário, mas falhou na conclusão, permitindo a defesa de Jaílson. O Flu não conseguia criar e o Palmeiras matava todos os lances que poderiam se tornar perigosos. As substituições no Flu pouco acrescentaram e não incomodamos o adversário.

Uma vitória hoje nos deixaria a apenas 3 pontos do G4, e embora o revés seja duro, podemos nos recuperar vencendo o Figueirense no próximo sábado. É nossa missão lotar Edson Passos não só nesta partida como também na quarta, contra o Corinthians, partida que deve ter festa de pó de arroz, recepção festiva ao nosso ônibus e um clima excelente em nosso caldeirão. Vamos em frente.

Assembleia geral neste sábado

assembleia

No próximo sábado, dia 27, das 9h às 18h, será realizada Assembleia Geral do Fluminense, com a finalidade de aprovar o texto que regulariza o Estatuto do clube às disposições do Código Civil, Lei Pelé e Lei do Profut (Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro).

As alterações propostas e que serão objeto de votação são importantíssimas para o clube, pois promoverão as alterações que as leis acima exigem que o Estatuto disponha expressamente. Com o Estatuto adaptado à legislação, poderemos captar recursos incentivados, seja das leis federais, seja das leis estaduais ou da CBC (Confederação Brasileira de Clubes). Inclusive, o Fluminense recebeu em maio passado um aviso de crédito cuja liberação da verba depende da homologação dessa adequação estatutária registrada em cartório até 30 de setembro próximo, compromisso assumido pela Direção do clube à época. Tais incentivos atendem a várias ações de fomento ao desporto, como financiar infraestrutura e recursos humanos para os diversos esportes olímpicos e até para o futebol de base.

Vale destacar que essa reforma não promove qualquer mudança em nenhum grau nas regras internas do Fluminense, cumpridor da legislação brasileira – e que se faz naturalmente superior ao Estatuto, ainda que ele atualmente seja omisso ou contenha disposições em sentido contrário –, ela apenas insere no Estatuto o que as leis exigem que ele explicitamente contenha.

Importante também frisar que uma reforma mais ampla, decorrente de deliberações políticas e que propõe remodelar algumas regras do Fluminense, resultará do texto cuja redação está sendo minutada por uma Comissão do Conselho Deliberativo, e que deverá ser concluída até o final desse ano. Isso significa que, a partir do ano que vem, o projeto de um novo Estatuto será disponibilizado para consulta, proposição de emendas e formatação final pela próxima composição do Conselho Deliberativo, que finalmente, após alinhamento quanto ao conteúdo do texto final, o encaminhará para o novo Conselho Diretor convocar uma Assembleia Geral.

Por ora, nesse sábado dia 27 de agosto, a Assembleia Geral somente decidirá se os sócios desejam que o estatuto seja adequado ao que dispõem as leis vigentes. A aprovação trará somente benefícios para a instituição, sem qualquer prejuízo ao clube, e significará um impulso principalmente para os Esportes Olímpicos do Fluminense, único “bicampeão” da Taça Olímpica em todo o planeta.

Conforme o Estatuto:

Art. 9º – A Assembleia Geral é constituída de Sócios maiores de 16 (dezesseis) anos, pertencentes ao Quadro Social há mais de 1 (um) ano e há mais de 2 (dois) anos para a categoria de Sócio-Futebol, ambos, ininterruptamente, e em situação regular com o Clube.

Parágrafo único – Não poderão integrar a Assembléia Geral os Sócios-Honorários, Temporários, Correspondentes, Especiais, Atletas-Adjuntos assim como os Familiares Inscritos dos Sócios, definidos nos artigos 102 e 103.

Participe, deixe sua marca na história do Fluminense!

Pedro Abad em Brasília

2

Após boas reuniões em Petrópolis e São Paulo, ontem nosso candidato Pedro Abad reuniu cerca de 50 tricolores em Brasília. A capital federal é tradicionalmente um reduto de tricolores engajados e preocupados com a vida política do clube, e o resultado de ontem não foi diferente.

O debate durou cerca de 3 horas e os presentes puderam fazer perguntas e conhecer mais de perto não só o candidato, como também suas ideias, propostas e visões sobre o Fluminense e cenário atual do clubes e do futebol brasileiro.

Assim como fizemos no evento em São Paulo, conseguimos fazer a transmissão ao vivo pelo Periscope, o que nos permitiu alcançar também tricolores de todo o resto do país. Em breve teremos a primeira reunião aberta no Rio de Janeiro!

Veja abaixo algumas fotos do debate.

2

IMG-20160823-WA0048

3

Rumo ao G4!

SantaCruz0x1Flu

Pela segunda rodada do returno do campeonato brasileiro 2016, o Flu conseguiu uma ótima vitória fora de casa contra o Santa Cruz, em jogo realizado no estádio do Arruda.

Se não houve brilho, também é fato que não faltou luta. O resultado de 1 x 0 foi importantíssimo porque fez o Flu alcançar a 8a. posição na tabela, tendo ainda um jogo a menos a disputar. É nítido constatar que, aos poucos, com a chegada dos reforços, o time vai encorpando e se aproxima da briga pelo G4, dando novas esperanças à torcida.

Sobre o jogo, disputado num gramado indigno de Série A do campeonato nacional, podemos dizer que a defesa do Flu continua se mostrando sólida e passou mais uma partida sem ser vazada. Somos a segunda melhor defesa da competição. No ataque, Henrique Dourado mais uma vez mostrou boa presença de área e marcou na única chance que teve na partida, escorando um escanteio batido por Gustavo Scarpa.

O melhor do Flu no jogo foi mais uma vez Wellington, jogador que articulou as melhores jogadas ofensivas e ajudou o tempo todo a cobrir o lateral adversário. Douglas também foi bem. No restante do time não houve destaques, mas ao menos sobrou aplicação tática para segurar o placar sem sofrer sustos.

Em tempos de Olimpíadas, também merece registro a lembrança de que o Flu é o único clube do Brasil detentor da Taça Olímpica. O time atuou com esta frase estampada em sua gloriosa camisa na tarde de hoje. Lembramos ainda que há uma exposição em Laranjeiras narrando a história tricolor nos Esportes Olímpicos e a contribuição do Fluminense ao esporte brasileiro nesta esfera. Não deixe de visitar e conferir!

Na próxima rodada, o Flu enfrenta o líder Palmeiras no estádio Mané Garrincha, às 16h do domingo. Chegou a hora da torcida tricolor do DF mostrar que pode fazer a diferença. O jogo é decisivo para as pretensões tricolores no campeonato e merece o apoio do torcedor local.

1 2 3 172