Título na Alemanha!

tituloflu

A garotada de Xerém mais uma vez mostrou sua força e conquistou neste final de semana o tradicional Torneio de Oberndorf – Sub19, no sul da Alemanha. O torneio foi disputado entre 02-04 de agosto com os jogos ocorrendo em dois tempos de 25 minutos. É a segunda vez que o tricolor disputa o campeonato e o segundo título conquistado, tendo vencido em 2001.

Os times foram agrupados em duas chaves:
A: Schalke 04 (Alemanha); SC Freiburg (Alemanha); Benfica (Portugal); Cruz Azul (México)
B: Fluminense (Brasil); Borussia Monchengladbach (Alemanha); Black Forest (Alemanha); Manchester City (Inglaterra)

O Fluminense estreou com uma boa vitória sobre o Black Forest por 2 x 0, gols de Matheus Pato e Euller. No segundo jogo um empate sem gols contra o Manchester City com o Flu dominando amplamente o time inglês, mas pecando nas finalizações. O último jogo na chave B, o tricolor bateu o Borussia por 1 x 0, gol do zagueiro Marlon, classificando-se em primeiro lugar.

Na semi-final o Fluminense derrotou o Cruz Azul por 1 x 0, gol de Marlon Freitas, e na grande final carimbou o título vencendo o SC Freiburg POR 1 X 0, gol de pênalti do zagueiro Marlon, artilheiro do time na competição.

Nos premiação individual o goleiro Matheus conquistou o prêmio de melhor goleiro do campeonato e o meia Robert levou a prata como segundo melhor jogador da competição.

Time Base: Matheus, Denilson, Marcelo, Marlon, Ailton; Marlon Freitas, Luiz Fernando, Emerson, Robert; Matheus Pato, Euller.

Parabéns Xerém pelo excelente trabalho desenvolvido na gestão Peter e pela conquista de mais um título internacional. Além de estarmos com um excepcional trabalho de formação, estamos enviando para Laranjeiras jogadores acostumados a levantar taças.

Vacilo no fim

gum_fred_leandroeusebio_fluminense_rodrigovillalba_pho

A partida estava encaminhada para marcar nossa volta de fato à disputa ao menos por uma vaga no G4, mas acabamos com um gosto ruim na boca após entregar 2 pontos a menos de 5 minutos do fim.

O Flu esteve bem em campo, com destaques para Igor Julião, Jean, Felipe e Sóbis, todos com boa participação e chegada na frente. O primeiro tempo poderia ter terminado com vantagem para nós, Sóbis bateu falta no capricho na trave e Fred outra vez desperdiçou um pênalti e o rebote. O artilheiro hoje realmente não esteve bem em campo.

Veio a segunda etapa e o Flu abriu o placar logo no início, após lindo cruzamento de Sóbis e testada firme de Gum. A partir daí, jogo controlado, algumas boas chances criadas, mas muito mal finalizadas pelo tricolor. Luxemburgo começou a mudar o time após Felipe sentir câimbras, e lançou novamente Kenedy. Depois, com Jean cansado, foi a vez de Samuel entrar. O que parece desespero para o time jogar no 4-3-3 e até terminar o jogo no 4-2-4 na verdade sugere que temos uma carência crônica, o terceiro homem de meio, o “camisa 8”, que saiba armar e chegar na frente. Wagner vem muito mal nos últimos jogos, a ponto do técnico tentar adiantá-lo para jogar como camisa 10, sua posição de ofício, e recuar o Felipe.

A menos de 5 minutos do fim, um castigo que também veio contra Coritiba e Portuguesa: um gol quando merecíamos vencer o jogo. Defesa arrumada, com 4 contra 3, e deixamos não só o cruzamento sair como também o centroavante concluir quase dentro da pequena área. Injustiça e uma pena, em um momento crítico para o time e numa sequência indigesta de jogos fora e clássico no fim.

Ainda estamos a apenas 6 pontos do G4 e é certo que alguns dos times na ponta da classificação não conseguirão manter o ritmo. Mas é cada vez mais urgente encaixar 2, 3 vitórias consecutivas e dar um pulo maior na classificação. Quarta teremos outro jogo enjoado contra o Vitória no Barradão, convocamos todos desde já para assistir à partida no Bar dos Guerreiros e empurrar o Flu!

Super descontos a caminho

Descontos_DiaDosPais2013

Apesar do mau momento do time profissional, com a volta do Maracanã e a isenção na taxa de adesão, promoção que foi até o fim do mês de julho, o número de sócios do Flu segue aumentando.

Se contarmos todas as categorias existentes, incluindo sócios-atletas, dependentes de sócios, sócios especiais e sócios remidos, chegamos a 32 mil sócios. Contando apenas as categorias que representam entrada de receitas, já são mais de 18.500 sócios computados no torcidômetro do site “Por Um Futebol Melhor”, sendo que no início do mês eram pouco mais de 16 mil. Lembramos que neste site só constam os adimplentes com suas mensalidades, pois não é justo que aqueles que encontram-se com mensalidades em atraso usufruam da rede de descontos.

A arrecadação com associados já é a 3a. maior fonte de receita do Fluminense e na prática tem garantido a operação do Clube em 2013. Fica atrás apenas dos direitos de TV e das negociação de direitos econômicos de atletas, entradas de dinheiro que estão praticamente bloqueadas por conta das penhoras fiscais, herança maldita provocada pela irresponsabilidade financeira da gestão anterior, que no período de 2007 a 2010 não recolheu FGTS sobre folha de pagamento. Além disso, também reteve dos empregados IRPF e INSS, mas não repassou os valores para a Receita Federal e Previdência Social, respectivamente.

Os fiéis que se associarem até 07/08/2013 a qualquer Clube participante do programa “Por Um Futebol Melhor” poderão usufruir de outro grande fim-de-semana com super-descontos, da mesma forma que já ocorreu na semana de abertura do campeonato brasileiro.

Em homenagem ao Dia dos Pais, os supermercados participantes farão promoção do tipo “Pague 2 e Leve 3” para qualquer produto descrito no site http://www.porumfutebolmelhor.com.br, nas datas de 10/08 e 11/08 (sábado e domingo). Na prática, significa vender produtos Ambev, Danone, Seara, Unilever, Pepsico e muitos outros com 33,3% de desconto.

Seja sócio! Torne-se um Cidadão Tricolor! Você ajuda o Fluminense a se tornar mais forte, vota para Presidente, tem desconto de 50% a 100% nos ingressos dos jogos (dependendo da modalidade), tem preferência de compra antes da venda avulsa e ainda lucra com grandes descontos nos produtos que já consome na sua casa!

Clique aqui e confira mais detalhes sobre a mega-promoção.

Alívio

Flu x Cruzeiro

Sequencia de cinco derrotas, processo turbulento de troca de técnico, partida contra o líder do campeonato, enfim, diversos complicadores indicavam um confronto duro contra o Cruzeiro. De fato, foi muito difícil. Mas o que valia era apenas o que conquistamos: os três pontos, pelo elástico placar mínimo.

O adversário foi melhor em campo, fato indiscutível. Teve mais chances, embora as duas chances mais agudas tivessem sido nossas, ambas com Fred: o pênalti perdido e o gol da vitória.

Na primeira etapa, a superioridade adversária foi mais efetiva: ameaçamos pouco, até que Wagner foi empurrado na hora de completar pro gol. Fred bateu mal, Fábio espalmou pro meio da área e o 9 tricolor e da Seleção ainda obrigou o goleiro cruzeirense a praticar outro milagre. Antes, Deco já havia sido substituído por um surpreendente Felipe, que foi muito bem na partida.

Segundo tempo, a instabilidade ainda existia, mas se via um horizonte onde a vitória era mais plausível. Sóbis, incansável, dava desafogo ao time, até que Luxemburgo fez a segunda substituição certa da noite, ao tirar Diguinho e colocar Igor Julião. O time melhorou bastante e começou a ameaçar mais. A ultima substituição, igualmente correta, Fez entra Kennedy no lugar de Wagner. Fomos premiados com o gol da vitória, em belo passe de Felipe para Carlinhos Cruzar e a bola acabar na cabeça de Fred.

Muitas coisas boas a ressaltar: a volta do paredão Cavalieri, as excelentes partidas de Sóbis, Felipe e Carlinhos, a personalidade dos moleques Igor Julião e Kennedy (elogiados com justiça pelo técnico tricolor), as boas mexidas de Luxemburgo, os 3 pontos. Pontos negativos: a instabilidade do time e uma certa desarrumação do setor defensivo. Além, claro, do problema com a troca de ingressos. Esperamos que a integração entre os sistemas do Fluminense e do Consórcio Maracanã seja feita com urgência. Clube e Consórcio já emitiram Notas se desculpando.

Agora, já fora da incômoda zona de rebaixamento (lugar que não condiz com nosso elenco), podemos começar a pavimentar o caminho para atingir posições relevantes neste Brasileiro. Domingo, jogamos contra a Ponte Preta, em Campinas. Que saiamos com os 3 pontos novamente.

Recomeço

2013052374025

Abel saiu e agora é passado, não nos cabe mais ficar remoendo ou lamentando. O foco total é sair rapidamente da incômoda situação e voltarmos a atuar bem. O desafio desta quarta-feira é indigesto: o líder do campeonato, Cruzeiro, que vem ainda mais embalado após vencer o clássico mineiro por 4×1 no último domingo.

Entretanto, é hora do Maracanã voltar a ser temido pelos adversários e se tornar a nossa casa novamente. Não devemos ter lotação esgotada, mas pelo menos 20 mil tricolores estão presentes para empurrar o time de volta às vitórias. E há motivos para animação e recuperação do fôlego:

– Volta do capitão Fred, sempre garantia de competitividade e qualidade no jogo;
– Jogo às 19h30, horário que era muito ruim no Engenhão, mas é excelente no Maracanã, com trânsito facilitado pelas férias em algumas escolas;
– Injeção de ânimo no time com a estreia de Luxemburgo ao lado do campo;
– Apenas 4 pontos nos separam do 8º colocado, o Vasco, uma vitória dá bastante impulso no atual cenário de igualdade.

Todos ao Maracanã, estamos feridos mas o momento é de reerguer a cabeça para a luta!

1 188 189 190 191 192 198