Memória que não se apaga

A alguns dos principais integrantes da chapa Fluminense Unido e Forte, financiadores do site Observatório Tricolor, preferimos responder com os fatos. Bastam eles.

14/01/1998:

140198 vanguarda

15/01/1998:

150198 vanguarda

13/05/1998:

130598 vanguarda

20/06/1998:

200698 ma estreia II

24/07/1998:

240798 promessa

26/07/1998:

260798 reforços II

03/08/1998:

20180705_235408

030898 vergonha

040898 guerra

030898 vergonha V

 04/08/1998:

040898 vanguarda

05/08/1998:

050898 vanguarda no poder

050898 vanguarda

06/08/1998:

060898 horta

07/08/1998:

070898 horta x vang II

09/08/1998:

090898 velasco

05/09/1998:

050998 inflaçao

19/09/1998:

190998 mentira III

26/09/1998:

260998 claudinho

07/10/1998:

071098 serie C

Este texto não tem por objetivo citar o que a Flusócio representa para o clube. Outras publicações já narram a nossa trajetória, com nossos erros e também os acertos das gestões que ajudamos a eleger, como o Sócio Futebol com direito a voto, a construção do CT, a reestruturação de Xerém, o título brasileiro de 2012 e a reestruturação orçamentária em curso.

A história ensina a todos os tricolores o que aconteceu quando tentou-se derrubar o poder constituído na base do terror, da intimidação física e da depredação de patrimônio, deixando o clube acéfalo no decorrer de uma competição decisiva para seu futuro. Eleições se ganham nas urnas, no voto. Depois disso todos deveriam remar juntos pelo Fluminense, pois já bastam nossos adversários do outro lado do gramado, muitos com poderio econômico bem maior que o nosso.

11 Comentários em Memória que não se apaga

  1. Alexandre Vianna
    6 de julho de 2018 at 11:33 (3 meses ago)

    O POST É ESCLARECEDOR!!!

    AFUNDARAM O FLUMINENSE E AGORA VOCÊS ESTÃO DESESPERADOS!!!! KKKKKKKKKK

    FIZERAM E FAZER MERDA, SEJAM HOMENS E AGUENTEM AS CONSEQUÊNCIAS!!!!

  2. Gilberto Cabral
    6 de julho de 2018 at 13:07 (3 meses ago)

    Acabou isto aqui!

    Só política, zero futebol, lamentável.

  3. Jorge Eduardo
    6 de julho de 2018 at 13:09 (3 meses ago)

    Essa Vanguarda, ex-integrantes da Flusócio e outros pseudo grupos de oposição são péssimos, mas a Flusócio também é… como podem falar em acertos com o futebol e o clube à beira do precipício? Tem que haver mudanças e vocês se são realmente torcedores e se importam com o Fluminense, deveriam ser humildes, reconhecer a quantidade enorme de erros e renunciar coletivamente… melhor voltarem a ser torcedores de arquibancada e ajudar a escolher pessoas que tenham capacidade para recuperar o nosso clube.

  4. Fernando Ventura Jr.
    9 de julho de 2018 at 13:14 (3 meses ago)

    O problema, pessoal da Flusócio, é que o Abad continua a fazer bobagens. Liberou o Luan e não recebeu o Reginaldo. Liberou o Nathan, mas ficou com o Frasan. Deixou de receber dinheiro pelo Diego Souza, coisa que disse que foi responsabilidade do Marcelo Teixeira, mas não o demitiu. Sendo auditor fiscal não consegue liberar
    a receita bloqueada. Contratou um jogador agenciado pelo ex-técnico. Não consegue receber da Dry World, Viton e nem fazer valer o contrato com o Consórcio Maracanã. Reformou o estádio do América e não o usa e nem pensa em usar Juiz de Fora, Espírito Santo ou Laranjeiras.

  5. Flavio Chammas
    10 de julho de 2018 at 17:21 (3 meses ago)

    Senhores

    “Sócio da Ernst&Young sugere que clubes com dificuldades financeiras encerrem suas operações no Social e Olímpico

    Executivo da Ernst&Young usa o exemplo do Grêmio

    Através do seu perfil pessoal no Twitter, o sócio-líder da *Ernst&Young, Alexandre Rangel, sugeriu que os clubes que estão passando por dificuldades financeiras realizem uma reflexão sobre a possibilidade de encerrarem seus quadros sociais e olímpicos.

    Segundo o executivo de uma das dez maiores empresas de serviços profissionais do mundo, os clubes deveriam se espalhar no Grêmio, que encerrou todas as suas operações de clube social e olímpico para destinar 100% dos recursos da Lei de Incentivo ao Esporte para a divisão de base do futebol.”

  6. Fernando Ventura Jr.
    11 de julho de 2018 at 8:49 (3 meses ago)

    Não acho uma boa medida. Muito da dívida do clube, ao que parece, vem justamente do futebol. Alguns esportes amadores conseguiram seus financiamentos e incentivos do governo. O que o Fluminense poderia fazer é cortar esportes que, além de atrapalhar os sócios, não têm a mínima condição de conquistar títulos, como é o caso do nado sincronizado, mas Volei feminino, saltos ornamentais e tiro deveriam permanecer.

  7. Fernando Ventura Jr.
    17 de julho de 2018 at 12:40 (2 meses ago)

    Ainda assim, são muito melhres que vocês. Vou cancelar meu sócio-torcedor já que não usaremos mais o Maracanã e ainda por cima contratam barangas do Corinthiams, Atalanta e São Bento.

  8. Fernando Ventura Jr.
    17 de julho de 2018 at 12:42 (2 meses ago)

    Mais deficitários que o futebol não são. Estamos próximos de termos um time inteiro de atacantes. Ano que vem o Marcelo Oliveira vai embora e o técnico, se houver um que queira assumir, vai ter que montar muito mais desequilibrado que o desse ano: Muitos atacantes e volantes e um meia e dois laterais bons.

  9. Fernando Ventura Jr.
    17 de julho de 2018 at 12:43 (2 meses ago)

    Eles não querem mais o Maracanã. Conseguiram tornar o contrato deficitário e agora vão apelar para a Ilha do Urubu, enquanto o Framengo fez um novo contrato com o Maracanã para torná-lo viável.

  10. Eduardo Gorges
    18 de julho de 2018 at 1:01 (2 meses ago)

    O sujeito taca pedra no clube, mas não entra de sócio. E diz que é torcedor (sic).

    Se quisesse ajudar, entra de sócio, vai nos jogos, apoia o time – na vitória e na derrota – e compra os produtos oficiais.

  11. Francisco Fraga
    20 de julho de 2018 at 20:11 (2 meses ago)

    Erros não justificam outros esses citados agora jogam pedras mas esquecem as merdas que fizeram principalmente o Sr Antonio Gonzalez principal culpado da ida p 3 divisão mas a Flusocio vem errando demasiadamente na composião de elenco ate agora não conseguem contratar um meia de criação posição urgente no time, atrasos e mais atrasos de salarios.

Deixe um Comentário