Executivo da E&Y sobre o Flu: evoluiu, mas ainda falta muito

EYEm entrevista ao site NETFLU, o executivo da Ernst & Young, Alexandre Rangel, falou sobre o esforço atual do Fluminense para se reorganizar administrativamente. Em sua conta no Twitter o executivo anunciou assim o compartilhamento de sua entrevista:

‘É necessária uma grande união no Fluminense para permitir que essa instituição tão importante ao futebol não apenas sobreviva, mas esteja dentro das agremiações de destaque no Brasil. Mas não vai ser um processo rápido, simples, com soluções “mágicas” nem com salvadores da pátria.

Acho que Fluminense, apesar de tudo, esteja em situação similar a Botafogo e Vasco no Rio, não pior. Mas não podemos nos enganar, a situação dos 3 é critica sem nenhuma margem de erro. Exemplo, qualquer rebaixamento para um dos 3 no contrato de TV 2019, estamos falando de “Game Over”.’

Segue a íntegra da entrevista. Fazemos alguns comentários ao longo do texto:

NETFLU – Como foi a entrada da EY?

ALEXANDRE RANGEL – Eu conheço bem todo o projeto. O projeto teve alguns pilares. O primeiro era fazer o orçamento do clube. O Fluminense nunca teve um orçamento estruturado antes. Tanto que saiu uma vez aquela famosa nota do balanço de 2017 sobre o deficit de R$ 75 milhões, se não me engano, que no final foi de 39, mas foi republicada 65 no balanço. Até ali não se sabia que tinha aquele débito. Foi fruto do nosso trabalho. E aí saíram várias recomendações de profissionalização do clube, estabelecido dentro de várias normas, até para evitar que esse tipo de situação de descontrole financeiro acontecesse, incluindo a formação de uma profissional. Depois disso veio o Marcus Vinicius Freire, mas aí a gente já tinha encerrado o nosso trabalho.

Nota da Flusócio: não apenas apoiamos a contratação da consultoria E&Y como também ajudamos simbolicamente com doações financeiras de nossos integrantes, para o custeio do pagamento. Clique aqui para conferir mais detalhes. Continuamos firmes apoiando a execução do plano traçado para reestruturação do Fluminense.

NETFLU – O clube, obviamente, não é obrigado a seguir as orientações de vocês, correto?

ALEXANDRE RANGEL – Exatamente. A gente orienta, diz o que entende que é o caminho a seguir. A gente trabalha com a maioria dos clubes grandes do Brasil. Estamos fazendo projetos no Flamengo, Cruzeiro, Atlético-PR, onde estamos trabalhando na abertura de capital do clube. Entramos na CBF naquela confusão com a Fifa, inclusive voltando a crescer receita, patrocínio. Tentamos levar para o futebol o profissionalismo. Levamos às gestões dos clubes o mesmo tipo de cuidado administrativo que qualquer empresa tem em seguimentos normais, como controlar custos, marketing, receitas, coisa que os clubes às vezes falham muito.

NETFLU – O Fluminense adotou as orientações da EY?

ALEXANDRE RANGEL – Eu não estou mais no dia-a-dia do clube. Algumas coisas eu sei que evoluíram, como o controle do orçamento. Parece que o clube não tem mais déficit corrente este ano, o que é uma grande vitória. Talvez seja deficitário por conta de pagamentos de juros e empréstimos, mas parece que o operacional conseguiu cortar muitos juros.

NETFLU – Vocês trabalharam diretamente com quem?

ALEXANDRE RANGEL – A gente trabalhou muito com Abad, Diogo Bueno… agora o Fluminense tem muita coisa a fazer. O Fluminense tem uma necessidade muito urgente de se profissionalizar. Ele perdeu aquele senso de clube nacional. Precisa extrair o máximo da torcida que tem, gerar muitas receitas e cortar custos de maneira muito forte. A receita do Flu hoje até que está muito boa se comparar com Vasco e Botafogo. A questão do Fluminense, quando começamos a trabalhar com o clube, é que tinha um custo de folha, herdado da Unimed e uma série de gastos que ocorreu na gestão anterior, maior do que a do Flamengo, com uma receita 50% menor. Esse trabalho que o Botafogo fez, de trazer os custos para baixo, usando baixo, o Vasco fez, o Fluminense também teve de fazer. E fez muito bem, porque a base é o forte do Fluminense. Agora precisa ter uma gestão muito profissional, porque o clube não tem margem de erro, por conta de todo o problema que essa transição da Unimed gerou com tudo.

Nota da Flusócio: comentamos recentemente o esforço da diretoria na redução de folha de pagamento e os entraves que ainda atrapalham o clube na hora de manter os pagamentos em dia. Clique aqui para conferir.

NETFLU – Muito se critica a quantidade de PJs (pessoas jurídicas) no clube. A principal argumentação para este cenário costuma ser um valor pago menor com impostos. O que a EY orientou em relação a isso?

ALEXANDRE RANGEL – Na verdade, isso hoje em dia até não é mais um problema, porque a reforma trabalhista mudou completamente a forma como você pode contratar. Então, pode-se ter outros modelos de contratação, que não seja PJ, para conseguir reduzir custos. Agora tem que fazer uma transição. Às vezes eu vejo a discussão sobre PJs no Fluminense. Mais importante é saber tomar decisões profissionais. O problema do Fluminense foi naquele ciclo passado de contratações em sentido econômico, colocar gatilhos salariais que eram jogados para gestões seguintes, cláusulas escondidas em contratos que geravam ônus adicionais. Isso é uma bola de neve que precisa mudar.

NETFLU – Falando em gatilhos ou casos que poderiam gerar ônus em gestões seguintes, um caso importante, noticiado inclusive pelo NETFLU, foi o da diretora jurídica, que na época também acumulava o cargo de CEO. O presidente Peter Siemsen renovou o contrato dela até o final da próxima gestão e, se o novo presidente a demitisse, teria de pagar uma multa proporcional ao salário até o final do contrato, em 2019.

ALEXANDRE RANGEL – Esse caso específico eu não acompanhei. Esse tipo de situação no futebol, não só no Fluminense, é super comum. Por que isso acontece? Hoje num clube de futebol padrão, o presidente tem o poder de fazer qualquer coisa, assinar qualquer contrato sem a necessidade passar pelo Conselho Fiscal ou Conselho Deliberativo. Decisões como estas, estatutariamente na maioria dos clubes, ainda são delegação exclusiva do presidente. Numa governança corporativa, isso não é adequado. Foi uma das coisas que a gente colocou. Deixamos como legado no clube, para que fosse aprovada toda uma reforma estatutária para que esse tipo de situação não fosse mais possível de ser feita, seja com pessoas do futebol ou administrativo. Se um presidente quiser contratar um jogador por R$ 100 mil e tiver um gatilho para o mesmo receber R$ 500 mil na próxima gestão, ele pode. Estatutariamente, em qualquer clube pode, exceto um ou dois. Enquanto isso não acabar, qualquer clube está sujeito a fazer isso, por questões políticas, desconhecimento ou até boa intenção. Não importa. São situações que numa empresa normal o processo de governança não permite. Além da questão financeira, deixamos essas orientações e procedimentos políticos para que fossem implementadas gradativamente no clube com a anuência com os poderes do clube. Em alguns casos, passa por alterações estatutárias, são processos longos.

NETFLU – Mudar estatuto no Fluminense costuma ser uma ação demorada. Desde a última eleição, por exemplo, fala-se na mudança para viabilizar o foto online. Até o momento, a mudança não ocorreu e o clube não vem falando sobre o tema…

ALEXANDRE RANGEL – Eu acho assim, é uma opinião muito particular. É importante que o Fluminense tenha em mente que exista um consenso político não em relação a quem vai liderar o clube, mas em torno de ideias. Eu vejo as discussões do Fluminense gravitando entre “foi fulano, foi Mário, Peter, Abad, Flusócio…”. Discutem as pessoas, mas não discutem as ideias. Qual é a visão de futuro do clube? Como o Fluminense vai lidar com as questões de dívidas, estratégias, como clube formador, de ter operações internacionais ou não… eu vejo discussão em cima de culpa e de pessoas, não de temas estratégicos. Enquanto o Flu não criar um consenso político em torno de ideias de longo prazo, um plano de estado, não de plataforma de gestão do candidato A ou B, dificilmente vai caminhar na velocidade que outros estão caminhando. Tem clubes como o Grêmio que estão extramente bem geridos com governanças sofisticadas, em torno de empresários no Rio Grande do Sul, não existe mais aquela questão do conselho social, existem empresários fazendo parte do conselho de administração… o Flamengo está fazendo várias reformas estatutárias, o Palmeiras em São Paulo com gestão avançada… tem alguns clubes se destacando e o Fluminense ficando para trás, com um potencial imenso. O Fluminense tem uma torcida muito boa, monetizável, um quadro social com pessoas de muito conhecimento, de altíssimo nível. Mas a coisa fica girando por essa lavagem de roupa suja, culpa, política, sem que passe pelo momento de tensão futura. Agora, como sair disto é uma resposta que só o clube pode dar. Basta fazer o que os conselheiros fazem em suas empresas de capital de aberto.

NETFLU – A aprovação das contas do Peter foi uma das situações mais polêmicas nesta atual gestão. Como funciona para um clube de futebol, na visão da EY, a fiscalização da contabilidade de uma gestão anterior? Quando uma gestão possui a maior parte do Conselho Deliberativo, praticamente tudo o que circula por lá acaba sendo um ato político, não em favor da instituição?

ALEXANDRE RANGEL – Eu fiquei sabendo. Não tive detalhes do porquê que foi aprovada. No geral, é o quadro que você falou. Nos clubes, o mecanismo de fiscalização é muito tênue. Se o balanço está “ok” no ponto de vista contável, o Conselho Fiscal aprova. É basicamente um aprovador de balanço. O Conselho Fiscal, por exemplo, não pensa se é bom ou ruim. Existe muito pouco poder seja para o Conselho Deliberativo ou fiscal, a não ser por uma decisão puramente política de questionar algo a mais do que o rigor contável. O rigor contável não é onde o problema acontece. O problema acontece no bom ou mal uso do dinheiro, que é uma delegação exclusiva do presidente. A mudança disto também passa por nosso trabalho. Fizemos uma série de orientações, falando de alterações estatutárias, onde você colegia mais as decisões e aumenta a capacidade de fiscalização dos órgãos de controle, inclusive com a criação de auditoria interna, como qualquer empresa de capital aberto. É mais para você manter o mesmo nível de governança coorporativa. Talvez nesse turbilhão político que o clube está, as pessoas não consigam ver o cenário a longo prazo. Acho que seria mais prático investir as energias em como não repetir isso no futuro. Certo ou errado, a consequência está aí. Agora tem que se lidar com a consequência.

Nota da Flusócio: ressaltamos recentemente as limitações dos órgãos de controle do Fluminense e propusemos uma mini-reforma estatutária para transformá-los em mecanismos verdadeiramente funcionais de governança. Lamentamos que a política do clube no momento não contribua para este nível de debate avançar. Clique aqui para mais detalhes.

NETFLU – Os caminhos já foram traçados, a partir das orientações da EY. Quais são as perspectivas para o futuro no caso do Fluminense em curto prazo?

ALEXANDRE RANGEL – Todo o processo de recuperação financeira é um processo de anos. Não estamos de recuperação de dois, três anos, mas de diversos anos. O Fluminense está no seu segundo ano de tentativa de equacionar contar. Aparentemente está indo bem. Equacionar contas significa corte de custo. O Fluminense está nisso há dois anos. E passa muito pelo profissionalismo do clube. A perspectiva de curto prazo é boa do ponto de vista de equilíbrio de custo, evitando que o clube seja punido, dentro da nova legislação de fair play financeiro do futebol brasileiro, não perder o Profut, acho que esse isso é o principal objetivo de curto prazo. Agora, depende do caminho que o Fluminense vai tomar. Se o Flu continuar operando como clube social, onde diversas correntes políticas se degladiam pelo poder, certamente isso não vai levar a nada promissor. Agora se tiver um compromisso verdadeiro, onde se pense no Flu acima das correntes partidárias, existe a chance do Fluminense seguir como clube de grande relevância nacional. É difícil hoje olhar para a política do Fluminense e ver um movimento de criar um consenso político em termos de ideias profissionais e modernizadoras, mas olhando de forma distante.

NETFLU – Muita gente demonizava a atuação da EY por conta das orientações de cortes, incluindo de funcionários. Como trabalhar com essa imagem de “carrasca” quando há prestação de serviço para um clube onde é necessário fazer uma reestruturação financeira?

ALEXANDRE RANGEL – A gente está acostumado com isso. Fazemos isso em várias empresas, o ano todo e há muito tempo.Fazemos com profissionalismo. Temos de entender qual é a real necessidade do clube, se é melhor ter ou não ter determinada quantidade de pessoas. É muito estudo e análise fria em cima do resultado. Às vezes pior do que discutir o administrativo é quando você tem que fazer corte no futebol, porque aí também mexe com a torcida, mas acaba sendo inevitável também. O principal componente de custo no futebol é o departamento de futebol, jogadores e comissão técnica. Então é ali que maior parte dos ajustes precisam ser feitos.

Mais uma vez convocamos todos os tricolores neste momento difícil para apoiarem a instituição e seu processo de recuperação econômica. São tempos difíceis, mas que podem ser superados como inúmeros outros de nossa história.

205 Comentários em Executivo da E&Y sobre o Flu: evoluiu, mas ainda falta muito

  1. Sylvio Montenegro
    20 de junho de 2018 at 14:21 (5 meses ago)

    Flusócio, vocês não perceberam que o grupo não tem nenhuma condição de conclamar e comandar esse processo de união tão necessário à sobrevivência do Fluminense?

    Infelizmente os erros foram muitos, o tempo passou, a Flusócio perdeu a credibilidade e hoje encontra-se isolada. É uma pena, porque muitos, como eu, acreditaram no projeto, que parecia ser sério e capaz de reerguer o Fluminense, o que não se comprovou verdade.

    Qualquer processo de união que venha acontecer no clube não pode ter a Flusócio como protagonista. É preciso uma grande concertação e cabe a vocês abrir mão do processo de liderança, para que outros agentes possam recolocar o clube nos trilhos e no seu devido lugar no futebol brasileiro.

  2. Davi Carvalho
    20 de junho de 2018 at 14:52 (5 meses ago)

    Só uma coisa, tenho certeza que os grupos políticos em sua maioria são progressistas, mas vocês se aliaram a uns grupos muito retrógrados, que parece que querem o clube feudalizado. Parece que vocês estão na mão deles e uma reforma no estatuto torna-se impossível, já que esses dinossauros impediriam.
    Já vi muitos integrantes de outros grupos falando em fazer a reforma estatutária.
    Por que vocês não colocam em prática???
    Eu não quero mi mi mi, eu quero RESPOSTAS, por qual motivo não reformam o estatuto, por que não colocam em prática o plano E&Y??? Quem impede??? Por quê??? Por que não romper com quem impede???

  3. allan
    20 de junho de 2018 at 15:06 (5 meses ago)

    Ué, o Netflu não era o principal problema do caos que está o FFC ???

  4. Claudio Rodrigues
    20 de junho de 2018 at 17:18 (5 meses ago)

    Prezados, algumas idéias:
    – Está na hora de profissionalizar o futebol do clube (antes que ele desapareça), os esportes olímpicos podem ser os próximos;
    – Hora de revitalizar Laranjeiras (pelo que o NotFlu postou, custa inicialmente menos que um jogo no Maracanã);
    – Léo Percovich para técnico (o menos provável é o que mais conhece o elenco, dadas as condições atuais pode dar certo);
    – Sou a favor do Flu Samorin (Pode dar lucro em poucos anos, pois o projeto é excelente e hoje semi sustentável, hora de convencer a oposição, pelo menos nisso);
    – Convoquem uma uma nova coalizão (em 2009, a Flusócio convocou quando era oposição e deu certo).

    Saudações Tricolores!

  5. Claudio Souza
    20 de junho de 2018 at 19:02 (5 meses ago)

    Chega de picuinhas e vaidades! Esse festival de acusações mútuas não convence ninguém e só afunda o clube.

    Que os vaidosos tenham a humildade de reconhecer que não conseguem nada sozinhos.

    Que as diferenças sejam deixadas de lado e se defina um plano estratégico para o clube.

    Todos os que são tricolores e querem de fato o bem do clube sabem se identificar e sabem também reconhecer quem são os pilantras. Estes últimos devem ser deixados de lado.

    Ninguém aguenta mais esse festival de acusações e essa luta encarniçada pelo poder. Chega!

    ST

  6. Lucas L.
    20 de junho de 2018 at 19:03 (5 meses ago)

    Coerente e realista. Parabéns pelo comentário.

  7. Helvio Lins
    20 de junho de 2018 at 19:12 (5 meses ago)

    Osvaldo de Oliveira sondado? Tá feia a coisa, outro obsoleto que nao dá certo em lugar nenhum….serie B cada vez mais próxima…se nao houver uma boa opcao que se efetive o Perchovit…

  8. Claudio Souza
    20 de junho de 2018 at 19:49 (5 meses ago)

    No final das contas, depois de tantas negativas, talvez o Léo seja a melhor aposta.

    Não sei se o cara que treinou o Independiente e ganhou a Sula batendo a Carniça está livre ainda, mas essa diretoria não teria essa ousadia.

    Pra pegar um desses veteranos ultrapassados e pagar caro, talvez fosse melhor arriscar uma prata da casa.

    Sei lá! O Fluminense está tão complicado que nem sei se aguentaria o tranco caso uma aposta dessas falhasse.

    ST

  9. Sergio Binda
    20 de junho de 2018 at 20:17 (5 meses ago)

    Não…

    ST

  10. allan
    20 de junho de 2018 at 20:32 (5 meses ago)

    Comentário perfeito, Sylvio !
    Falou a realidade dos fatos que o próprio modus operandi da Flusocio criou.
    Parabéns !

    ST

  11. ALEXANDRE MAGNO BARRETO BERWAN
    20 de junho de 2018 at 21:20 (5 meses ago)

    Apostas.

    Vica é um técnico de muito sucesso no Nordeste, tendo tirado leite de pedra por lá, e me lembra muito o Abel.
    Faria uma boa dupla, ou trinca, com Duílio e/ou Marcão.
    Givanildo também tem História, como técnico, e como ex-jogador do Tricolor.

  12. Helvio Lins
    20 de junho de 2018 at 21:54 (5 meses ago)

    Argel Fucks nas manchetes do Flu. Vou começar a assistir a serie B, pois será inevitável nossa queda…

  13. Wilson Ferrugem
    20 de junho de 2018 at 23:19 (5 meses ago)

    Esse post é sério?

  14. Wilson Ferrugem
    20 de junho de 2018 at 23:21 (5 meses ago)

    E esse discurso repetido por 3 mandatos!

    Ninguém aguenta mais meu amigo

    ST

  15. Malamace
    21 de junho de 2018 at 0:05 (5 meses ago)

    Globoesporte.com: “Flu e Ituano chegam a acordo, e Luan Peres é vendido para time da Bélgica”
    Primeiro foi permutar nossa sagrada camisa por colchões, agora viramos Airbnb do Ituano.

  16. Juliano F Pacheco
    21 de junho de 2018 at 3:49 (5 meses ago)

    Postagem do desespero?

  17. Juliano F Pacheco
    21 de junho de 2018 at 3:52 (5 meses ago)

    Parece que somente eles nao percebem isso. Nao adianta culparem a oposição, a flusocio se destruiu e leva o clube para a beira do abismo.

  18. LuizCarlos De Souza Junior
    21 de junho de 2018 at 7:39 (5 meses ago)

    Oswaldo Oliveira, Argel Fucks, Vanderlei Luxemburgo, Marcelo Cabo, Guto Ferreira, o pesadelo não termina…

  19. luiz
    21 de junho de 2018 at 8:27 (5 meses ago)

    Não pode ser sério diante do estado de coisas, dos fatos, das atitudes desse Presidente e do seu grupo de apoio.
    Estão de brincadeira.
    Angioni novamente, tão criticado por eles.
    Simone idem, participou daquelas contratações juntamente com MB, candidato de oposição a eles.
    São tantas contradições, tantos absurdos.
    Abad e Flusócio: Se vcs são tricolores, já que não sairão agora, sejam humildes, reconheçam seus erros e busquem apoio de tricolores que queiram ajudar, independentemente de grupo político. Deixem a vaidade de lado, todos, da Flusócio ou não, pois o que está em jogo é o futuro, não tão distante, do Fluminense.

  20. Thiago DB
    21 de junho de 2018 at 11:37 (5 meses ago)

    Nathan e Luan Peres fora? …. seria cômico se não fosse trágico.

  21. Davi Carvalho
    21 de junho de 2018 at 11:56 (5 meses ago)

    Cara, saiu o Luan, e agora como ficamos???
    Sem o Reginaldo???
    Ainda tem chance de perder o Nathan também.
    Na boa, vão pro inferno.

  22. Helvio Lins
    21 de junho de 2018 at 12:37 (5 meses ago)

    O Flu mais parece a casa da mae joana, tá uma zona. Tanta especulação e indefinição está me fazendo temer a contratação dum treinador tipo “Ricardo Drubsk”….

  23. Diogo Trindade
    21 de junho de 2018 at 12:37 (5 meses ago)

    Se não podemos contratar o Zé Ricardo, Dorival ou Cuca, subam o Leo do sub20. Por favor, nada de apostas do nível “gordiola” pra baixo. Em um caso desses, é melhor contar com o Leo que já está acostumado ao inferno que é a gestão do clube, conhece a garotada de Xerém e me parece ser sério.

  24. Sergio Binda
    21 de junho de 2018 at 13:59 (5 meses ago)

    Se for para ganhar algum dinheiro com estes mais uma possível negociação com o Benfica pelo Scarpa, está valendo. Pelo menos há a chance de não rifarem os garotos que estão indo bem no time de cima.

    ST

  25. Sergio Binda
    21 de junho de 2018 at 14:01 (5 meses ago)

    Vica … interessante!!

    ST

  26. Alexandre Vianna
    21 de junho de 2018 at 16:16 (5 meses ago)

    Cansei de escrever sobre o Vica aqui. Gosto do trabalho dele.

  27. Alexandre Vianna
    21 de junho de 2018 at 16:18 (5 meses ago)

    O que te preocupas? Estamos na M. M e meia então!!!

  28. Wilson Ferrugem
    21 de junho de 2018 at 17:32 (5 meses ago)

    Vica?

    Tira o Tubo!

  29. Rodolfo Oliveira
    21 de junho de 2018 at 17:53 (5 meses ago)

    Amigo mesmo vendendo o Scarpa e a gente ganhando um qualquer, vc ainda duvida que o Pedro não vai ser vendido por alguns euros?
    O tal do Rodrigo do Santos nunca ganhou nada foi vendido por 200.000.000,00, o Pedro vale muito mais.

  30. WagnerTijuca
    21 de junho de 2018 at 18:19 (5 meses ago)

    Amigos,
    O jogador REGINALDO apesar de ter suas limitações TEM QUE SER DEVOLVIDO ao Fluminense , pois foi feita uma troca por um período de tempo e já que essa merda rescindiu com o Fluminense o REGINALDO tem que voltar , vocês gostando ou não ?
    EM TEMPO : Essa diretoria TEM QUE SER RETIRADA do nosso Fluminense pois eu sinceramente nunca vi tanto amadorismo ou melhor , má fé principalmente desse PSEUDO PRESIDENTE e da FLUSÓCIO.
    ST.

  31. Marcelo Fontoura
    21 de junho de 2018 at 18:46 (5 meses ago)

    Vendam o Scarpa para o Benfica PARA ONTEM! Aproveitem que parece que a relação do jogador com os antigos empresários está minada.

  32. ALEXX
    21 de junho de 2018 at 19:51 (5 meses ago)

    O nosso Flu e nossos representantes são uma triste piada! Podem vender o mais promissor jogador: sempre o venderão pior que o mais mediano jogador do Fla!

    Podem vender todo o patrimônio do nosso Flu: estádio das Laranjeiras, Xerém, e todos os jogadores da base, e vão continuar pagando – apenas – os juros das dívidas que contraem, e tornando o Fluminense a cada dia mais pequeno!

    Me lembra, infelizmente, o América: vendeu seu estádio em Vila Isabel, praticamente vendeu sua sede na Tijuca, e continua tão-pequeno quanto o deixaram nesses últimos vinte anos: só que agora, sem qualquer patrimônio……

    Abad e flusócio estão pensando tão pequeno quanto, e há anos!

  33. Valmir Carvalho da Silva
    21 de junho de 2018 at 20:37 (5 meses ago)

    Que isso, Thiago. Até parece que Luan Peres era o Thiago Silva. Melhor ganhar dinheiro com esses ao invés de vender Airton Lucas e Pedro.

  34. Jorge Eduardo
    22 de junho de 2018 at 9:54 (5 meses ago)

    Evoluiu em que? Só se for nas dívidas. Uma vergonha essa administração, uma das piores de todos os tempos.

  35. LuizCarlos De Souza Junior
    22 de junho de 2018 at 11:49 (5 meses ago)

    Marcelo Oliveira… Perto de lixo que estava sendo especulado (Argel, Cabo, Guto, Luxa, Osvaldo…) acho que saímos no lucro. O cara tem currículo, é bicampeão brasileiro e campeão da Copa do Brasil.

  36. Claudio Souza
    22 de junho de 2018 at 11:59 (5 meses ago)

    Marcelo Oliveira. O palco da tragédia está montado. Treinador fraco. Não dura 10 rodadas. PQP!

    ST

  37. Fernando Ventura Jr.
    22 de junho de 2018 at 13:29 (5 meses ago)

    Seria interessante uma conversa com o Marcelo Oliveira e Scarpa. Talvez ele aceite ser integrado ao elenco e se valorizar.

  38. Fernando Ventura Jr.
    22 de junho de 2018 at 13:30 (5 meses ago)

    Lembra do Sérgio Cosme? Ele subiu nos levou da série B para a C.

  39. Sergio Binda
    22 de junho de 2018 at 13:39 (5 meses ago)

    Falei chance … não certeza … infelizmente…

    ST

  40. Claudio Souza
    22 de junho de 2018 at 14:06 (5 meses ago)

    Treinador fraco. Depois do Cruzeiro, não conseguiu emplacar nenhum trabalho minimamente decente.

    Vamos perder tempo com ele e agora começo a temer o rebaixamento.

    ST

  41. Valentino
    22 de junho de 2018 at 17:08 (5 meses ago)

    Foi campeão da Copa do Brasil com o Palmeiras em 2015, vice da copa do brasil 2016 com Atlético-MG. Só ano passado que fez um trabalho ruim rebaixando o Coritiba, embora tivesse pegado um clube que já tava na lama. Acho que é o menos pior das opções ventiladas, embora ainda longe do ideal

  42. Valentino
    22 de junho de 2018 at 17:16 (5 meses ago)

    E quando publica é sempre balanço de duas páginas, com números vagos e sem detalhamento. Coisa de amador

  43. Valmir Carvalho da Silva
    22 de junho de 2018 at 19:43 (5 meses ago)

    Treinador contratado. Agora é hora dessa diretoria sair da letargia e contratar pelo menos dois bons reforços, um meia armador e um atacante para reserva do Pedro. Um atacante de lado também seria bem vindo. Aliás, quanto a essa última posição, porque não fazer um contrato de produtividade com Wellington Nem?

  44. Rodrigo
    22 de junho de 2018 at 21:57 (5 meses ago)

    Hein?

  45. Nildo Arantes
    22 de junho de 2018 at 23:55 (5 meses ago)

    Não acredito que li isso.
    Por favor alguém, não esse me confirmem para ter certeza que não estou vendo coisa.😆😆😆😂😂😂😂

  46. Claudio Souza
    23 de junho de 2018 at 0:03 (5 meses ago)

    Não sei. Tomara eu esteja errado.

    ST

  47. Wilson Ferrugem
    23 de junho de 2018 at 7:54 (5 meses ago)

    Mais uma vez estamos gastando no lugar errado. Ao invés de contratar dois jogadores bons e subir o Leo p ser o técnico, vms gastar uma fortuna com o Marcelo e n daremos a ele um elenco minimamente competitivo.

    Venderam o Flu sem Unimed, fizeram de tudo para tirar a empresa do clube, e mesmo que está saísse por problemas financeiros, ajudaram a destruir a relação. Jogaram ídolos do clube contra a torcida, lesaram o patrimônio do clube e agora estamos nessa situação!

    Não só repetiram erros de gestões anteriores, mas conseguiram fazer de tudo para afastar a torcida.

    Sejam homens, assumam o erro TOTAL do processo e SAIAM!

    *P.A iria fazer um estádio p gente e vocês arrumaram um jeito de acabar com o sonho!

    O C.T não é obra de vocês, e sim do P.A..

    ST

  48. Paulo Cavalheiro
    23 de junho de 2018 at 9:07 (5 meses ago)

    Muito “esclarecedora” a entrevista do Abad no GE, pelo menos se posicionou neste momento delicado.

    Mas somente o futuro irá comprovar suas “convicções”, tem posições que eu concordo e outras, que refuto veemente.

    Mas, ……….. “cachorro mordido por cobra tem medo de linguiça” !! Fato.

  49. Davi Carvalho
    23 de junho de 2018 at 17:33 (5 meses ago)

    Pelo menos ele falou, mas ainda assim não me convence em vários pontos.
    A parte de não saber da situação real do clube é a que mais me intriga.
    Pra mim sabia sim.

  50. luiz
    23 de junho de 2018 at 18:46 (5 meses ago)

    Scrápula?
    Nem pensar.

  51. Jorge Eduardo
    23 de junho de 2018 at 21:10 (5 meses ago)

    A dívida cresceu 300 milhões em 2 1/2 anos, lógico que parte disso foi do último mandato do Peter, mas fica muito difícil de acreditar na capacidade administrativa de Abad e Flusócio para reverter esse quadro. Times muito fracos desde 2015, como pode ter aumentado tanto?

  52. Marco Bhering
    23 de junho de 2018 at 22:53 (5 meses ago)

    Não me envolvo nessa politicagem, mas tenho que dizer que respeito 100% quem vem e tem coragem de fazer um monte de medidas antipopulares, doa seu tempo que poderia estar junto da família e não ganha um centavo, ou é maluco ou nitidamente quer o bem do Fluminense pensando no futuro e não apenas no agora.
    Falando de futebol.. Calazans está voltando.. Robinho é o meia pra dividir responsabilidade com Sornoza.. se MO colocar os caras no lugar certo temos condições de fazer um bom restante de campeonato.

  53. Wilson Ferrugem
    24 de junho de 2018 at 0:07 (5 meses ago)

    Não se mete em política mas defende o Abad?

    Se ele n tivesse falado que tinha ajudado a equacionar as dívidas do clube junto com o Peter, se n tivesse sido presidente do conselho e aprovado as contas do mesmo, n tivesse mentido durante sua campanha, se tivesse jogado limpo, você sim poderia defendê-lo, agora do jeito que foi e que é, NÃO!

    ST

  54. Wilson Ferrugem
    24 de junho de 2018 at 0:12 (5 meses ago)

    Era banco do Figueirense! Fez sucesso como!?

  55. vivianne
    24 de junho de 2018 at 0:34 (5 meses ago)

    Por favor amigos, não dá para acreditar no Abad, dizer q não sabia da situação financeira já é difícil de engolir, mas daí falar q não teve dolo e pior a história do terreno do estádio é demais, nem minha neta de 8 anos acreditaria nisso, e Marcelo Teixeira confirmou a questão do email e não demitiu o cidadão.
    E por fim amigos é so pegar a declaração dele e do Peter na época e veremos a mesma frase:
    “deixarei meu sucessor em uma situação melhor q recebi o clube’ lembram? E o resultado estamos vendo, vcs ainda acreditam nessa mentira toda, por favor!
    E amigos aonde está a coerência, sai Pedro Antônio q deu uma entrevista falando do estádio e isso foi entendido como quebra de hierarquia mas fica Marcelo Teixeira do email q deu milhões de prejuízo ao clube, fica o jurídico q perdeu audiência e deu prejuízo ao clube traz de volta Fernando Simone um dos responsáveis pelos gastos abusivos da gestão Peter e por fim Paulo angione a quem a Flusócio esculhambou em 2014,depois de tanta incoerência, mentira, enganação ainda tem gente q diz aqui acreditar no q esse cidadão diz.
    A saída dele é a única solução, e já q infelizmente ele não terá a grandeza de renunciar temos q tira lo e pode botar qualquer um, pois nenhum outro será tão covarde e incapaz de defender o nosso amado clube!

  56. Nildo Arantes
    24 de junho de 2018 at 1:13 (5 meses ago)

    ROBINHO? AFF.

  57. Eduardo W
    24 de junho de 2018 at 11:10 (5 meses ago)

    Totalmente de acordo. Muitos criticam, poucos sãos os que dão a cara a tapa e se predispõem a ajudar de fato.

    Hoje o clube é aberto politicamte, quem acha que consegue fazer um trabalho melhor, participe da política, forme um grupo, venha como candidato na próxima eleição.

    Não quero dizer com isso, que não tenha havido erros graves e que, por exemplo, o segundo ano da gestão Peter não tinha sido temerária e desastrosa, mas atacar o Abad da forma que estão atacando é um absurdo. A maioria da torcida do Fluminense possui uma educação (academica inclusive), superior à média dos torcedores de futebol no Brasil e não é possível que não consigamos fazer uma leitura racional da situação e separar as coisas. Abad pode não ser o melhor presidente para o Fluminense, mas está fazendo o trabalho sujo que muitos não teriam (e não tiveram) coragem de fazer (incluindo o Peter, que cedeu às pressões no seu segundo mandato e hoje colhemos os “frutos”).

  58. Helvio Lins
    24 de junho de 2018 at 12:03 (5 meses ago)

    Sobre o Robinho, ele tem visao de jogo e bom passe mas é lento, previsível e fraco nas finalizações, no máximo, um bom reserva, e foi caro, dificilmente venderemos sem prejuizo.

  59. allan
    24 de junho de 2018 at 14:25 (5 meses ago)

    Por essa lógica então Alvaro Barcelos, Gil Carneiro e Peter Siemsen merecem todo nosso respeito.

    Parece que o Abad foi sequestrado em casa e obrigado a ser presidente do Fluminense…

    Surreal a ânsia de defender o indefensável (para quem quer que o Fluminense volte ao seu lugar entre os grandes do futebol brasileiro).

    ST

  60. Davi Carvalho
    24 de junho de 2018 at 14:31 (5 meses ago)

    Respondendo a pergunta, é a falta de capacidade na gestão de recursos.
    O que foi feito com as luvas da globo foi um acinte.

  61. allan
    24 de junho de 2018 at 14:36 (5 meses ago)

    O que mais espanta, Viviane, é a cara de pau de alguém que não apenas era presidente do Conselho Fiscal do clube mas que tem como profissão ser auditor fiscal da Receita Federal !!!!!!!!!

    Ou é extremamente incompetente (o que seria difícil com tantos anos atuando na Receita Federal) ou age de muita má fé, colocando os interesses politiqueiros acima do correto para os interesses verdadeiros do Fluminense.

    Não gosto do maniqueísmo com que a Flusocio sempre conduz a política interna do clube, mas alguém tem uma terceira hipótese para explicar a “surpresa” do ex presidente do Conselho Fiscal com a situação financeira do clube ???

    Aquela mesma situação financeira que ele e o grupo tantas vezes afirmaram estar saneadas ???

    Se alguém tiver outra explicação que não seja a historinha do “eu não sabia”, “fui pego de surpresa” por favor nos diga.

    E se até esse absurdo da “surpresa” fosse verdade então a má fé e irresponsabilidade de quando afirmaram aos quatro ventos que o clube estava com suas finanças equacionadas também caberia uma punição forte, pela inconsequência das afirmações notadamente mentirosas como o próprio Abad admite na entrevista.

    Acabo tendo que concordar com você, Viviane, diante de tantos absurdos por tanto tempo sempre prejudicando e diminuindo a importância e enfraquecendo o Fluminense no cenário do futebol que estão mesmo infiltrados no clube para destruir ele por dentro.

    ST

  62. allan
    24 de junho de 2018 at 14:40 (5 meses ago)

    Quando o Pedro Antônio (que não conheço pessoalmente nem tenho qualquer ligação) quis ajudar no projeto do estádio foi demitido pelo wpp…

    Achar que diminuir o investimento com futebol (razão de existir do clube) enquanto aumenta gasto com administrativo é “ter coragem” fica difícil…

    ST

  63. allan
    24 de junho de 2018 at 14:43 (5 meses ago)

    Quando o FFC contratou ele o Figueirense estava na zona de rebaixamento da segundona !

    Depois que ele (meia atacante !!!) veio para o Flu conseguiram uma boa arrancada e chegaram a ter chances de ficarem entre os 4 que subiram.

    Grande contratação. Excelente negócio (para o presidente do Atibaia, para o Robinho e seus agentes).

    ST

  64. allan
    24 de junho de 2018 at 14:54 (5 meses ago)

    Aumento exponencial de gastos fora da atividade fim (futebol).
    Cabide para amigos.
    Times fracos e sem ídolos que afastaram muito a torcida.
    Gastos com futebol muito mal feitos.
    Vendas de jogadores por duas mariolas (Biro Biro talvez seja o maior exemplo, mas a própria venda do Gerson tão festejada acarretou na entrega do Marlon ao Barcelona por uma paçoca e um guaravita).
    Patrocínios furados (Viton, Dry World, esses de agora) ou falta de patrocínios por longos períodos, como ano passado inteiro sem patrocinador master.
    Quantas camisas do Flu vê na rua ?
    Dessas qual ampla maioria ?
    Dry World ? Under Armour ?
    Ou Adidas ??? Que saiu já tem tempo.
    Nenhuma receita significativa com premiação por conta de já entrar sem chance nos campeonatos que disputa (esse ano o campeão da copa do Brasil vai ganhar 50 milhões de prêmio e já fomos eliminados sem nenhuma cobrança por isso).
    Etc, etc, etc
    Enquanto esse grupo for dono do Fluminense essa dívida só vai aumentar, nossa receita vai ficar cada vez mais distante da dos mulambos e isso vai ser usado para vender rápido e por qualquer valor os jogadores que se destacam.
    Reparou que o Abad sequer tentou dizer que Pedro e Ayrton Lucas ficam no Fluminense pelo menos ate o final do ano ?

    ST

  65. Jorge Eduardo
    24 de junho de 2018 at 17:49 (5 meses ago)

    Sim, um absurdo o que tem sido feito até agora… para mim o Fabinho é o maior exemplo, não jogou 1 partida pelo profissional, foi vendido por 1 milhão pros empresários muy amigos portugueses e rapidamente revendido, a última vez por mais de 100 milhões… além de não termos nem chances de ver o jogador em campo com a nossa camisa o dinheiro vai quase todo para terceiros… o dia que mantivermos os melhores por no mínimo 3-5 anos e só vender qdo estiver bem valorizado e conquistado títulos, sem entregar o dinheiro para terceiros, a gente voltará a ter um time forte.

  66. Jorge Eduardo
    24 de junho de 2018 at 17:57 (5 meses ago)

    Sim, além dessas negociações mal feitas no futebol que contribuíram muito para esse quadro. As despesas precisavam ser todas muito bem auditadas, e os resultados divulgados.

  67. allan
    24 de junho de 2018 at 17:57 (5 meses ago)

    Exato !!!

  68. Léo Jr.
    24 de junho de 2018 at 18:14 (5 meses ago)

    NÃO REFORMAR O ESTÁDIO MANOEL SCHWARTZ, HOJE, DADAS AS ATUAIS CONDIÇÕES DO MERCADO E O DOMÍNIO GLOBAL SOBRE O FUTEBOL BRASILEIRO, É UMA BOA DEFINIÇÃO DE LOUCURA.

  69. Fernando Ventura Jr.
    24 de junho de 2018 at 20:16 (5 meses ago)

    Você respeita o Temer por isso também? 😉

  70. Fernando Ventura Jr.
    24 de junho de 2018 at 20:22 (5 meses ago)

    Concordo que ele está tentando acertar as finanças do clube e está fazendo uma boa gestão no tocante social e do esporte amador, mas como explicar:
    1- Manter o Marcelo Teixeira depois do email do Diego Souza;
    2- Contratar o Fernando Simone depois das lambanças anteriores;
    3- Demitir o PA e ser subserviente ao Flamengo;
    4- Mandar um grupo de jogadores embora, quando poderia ter negociado alguns como o Henrique(zagueiro);
    5- Vender por valor irrisório o Richarlison;
    6- Emprestar gratuitamente o WS;
    7- Contratar um jogador agenciado pela empresa do filho do técnico do time:
    8- Aceitar a situação com o consórcio Maracanã;
    9- Não conseguir receber da Dry World, Viton, Valle;
    10 – Liberar o técnico que pediu demissão de pagar a indenização.

  71. Wilson Ferrugem
    24 de junho de 2018 at 21:48 (5 meses ago)

    Que vergonha do seu comentário! A Flusocio para alguns é maior que o Fluminense

  72. Rodrigo Barcia
    24 de junho de 2018 at 22:45 (5 meses ago)

    Não consigo fazer isto. Não sei mentir direito e tenho MUITO medo de não ser competente pra dar uma boa direção ao clube e acabar fazendo o que a Flusocio fez com o Fluminense.

  73. vladimir costa silva
    25 de junho de 2018 at 9:58 (5 meses ago)

    Concordo, poderia testar e tentar dar uma sequencia.

  74. vladimir costa silva
    25 de junho de 2018 at 10:05 (5 meses ago)

    Os que criticam a atual gestão tem suas razões e devem ser respeitadas. O Abad deveria saber que gerenciar um Clube grande é assim mesmo. Tem que segurar onda.

    Porém sou contra impechmant, acho que devemos criticar e buscar novas alternativas na próxima eleição.

    Na atual situação do time no campeonato mais confusão na política só iria piorar as coisas, entendo eu.

    Como torcedor, continuarei apoiando o time e aqueles que vestem nossa camisa. Acho que nosso time está na média da maioria de nossos adversários e temos que apoiar e dar um mínimo de tranquilidade para o novo treinador.

    Sou sócio torcedor e continuarei contribuindo com o que posso para ajudar o clube acho que todos deveriam fazer o mesmo.

    Sds Tricolores.

  75. vladimir costa silva
    25 de junho de 2018 at 10:11 (5 meses ago)

    Léo, até onde eu tinha informação, faltavam algumas licenças para liberar a obra. E a estratégia era fazer uma obra para 15 mil lugares que tinha menos exigências.
    Não sei se esta fotografia mudou, você teria mais informações?

  76. ALEXX
    25 de junho de 2018 at 12:41 (5 meses ago)

    E cometeu uma profusão de erros, que custaram grana, muita grana para os cofres já vazios do Flu!

  77. Fernando Ventura Jr.
    25 de junho de 2018 at 15:15 (5 meses ago)

    Marcelo Oliveira é muito melhor que Abel.

  78. Fernando Ventura Jr.
    25 de junho de 2018 at 15:16 (5 meses ago)

    O nosso técnico de juniores perdeu a família. A tragédia dele foi maior que a do Abel. Além disso, ainda não pegou nenhum time principal para dirigir. Não é momento para aventura.

  79. Fernando Ventura Jr.
    25 de junho de 2018 at 15:18 (5 meses ago)

    Antes do Cruzeiro conseguiu dois vice-campeonatos na Copa do Brasil com o fraco Coritiba. O Abel conseguiu o mesmo com Flamengo e Fluminense com times melhores. Ele que levou os jogadores que treinou para serem campeões no Cruzeiro.

  80. Fernando Ventura Jr.
    25 de junho de 2018 at 15:20 (5 meses ago)

    Qual seria o ideal para você? O Cuca? Um técnico não precisa ser uma sumidade. Basta ser um técnico bom, com boa convivência com elenco, flexível em suas ideias e que dialogue e seja cobrada pela diretoria. O Abel sempre treinou melhor Vasco e Flamengo por conta de uma diretoria mais responsável e que não dava carta branca.

  81. Fernando Ventura Jr.
    25 de junho de 2018 at 15:26 (5 meses ago)

    E por causa desse pensamento mesquinho do tipo: jogador desonrou a camisa tricolor não pode mais jogar aqui que o Flumiense perde um monte de bons negócios. Esse pensamento mimizento em que o emocional suplanta o racional só faz prejudicar o clube. Outra possibilidade que acho melhor seria usar o Scarpa para conseguir reforços(em definitivo) além de algum dinheiro. Meu medo é negociar com o futebol português em suaves prestações.

  82. Nildo Arantes
    25 de junho de 2018 at 16:29 (5 meses ago)

    Pensamento mesquinho e diferente de otário.
    Esqueceu o que ele tava fazendo sacanagem nos jogos?
    Quantos jogos ele jogou com sacanagem? Chutava bola na lua por pura sacanagem. Otário é quem pensa em reintegrar um mau caráter como esse lixo chamado Scarpa.
    Ele tem mais é que se f……. e longe do meu Fluminense.

  83. Aluisio Silva
    25 de junho de 2018 at 18:21 (5 meses ago)

    esqueceu sim
    maranhão e romarinho

  84. Delley
    25 de junho de 2018 at 18:36 (5 meses ago)

    Isto posto…, Vc contrataria o Abad para auditar as contas da sua Empresa ?, do seu Condomínio, do seu Álbum de figurinhas ? ….
    é flórida !!!
    ST.

  85. Valmir Carvalho da Silva
    25 de junho de 2018 at 20:00 (5 meses ago)

    O intrigante dessa entrevista do Abad é que ele foi tão condescendente com Marcelo Teixeira, alegando qualidades do cara. Em contra partida foi tão determinado em mandar o Pedro Antônio embora. Esse último sim, merecia toda consideração. Porque será???

  86. LuizCarlos De Souza Junior
    25 de junho de 2018 at 20:59 (5 meses ago)

    Romarinho nunca chegou a pertencer ao Fluminense porque era jogador emprestado, mas Osvaldo Batatinha faltou na lista…

  87. Claudio Souza
    25 de junho de 2018 at 21:48 (5 meses ago)

    Isso é comparar alhos com bugalhos, como se toda situação devesse ser resolvida com a mesma fórmula e da mesma forma.

    ST

  88. vivianne
    25 de junho de 2018 at 22:49 (5 meses ago)

    Amigo, entendo seu comentário, seria perfeito caso o problema da gestão no flu fosse apenas incompetência, não é, existe um claro planejamento de desconstrução do futebol do clube por isso defendo a saída do Abad.

  89. vivianne
    25 de junho de 2018 at 22:54 (5 meses ago)

    Eu contrataria sim, porque ele é um profissional q chegou em um cargo de relevância.
    A questão não é incompetência, na verdade é um projeto articulado e apoiado pela mídia mulambo de desconstrução do futebol do flu, projeto esse q Abad faz parte, assim ele é competente inclusive na intenção de destruir o flu.

  90. Wilson Ferrugem
    25 de junho de 2018 at 23:01 (5 meses ago)

    Depois do fiasco do ano passado, nosso presidente depois de dispensar os principais jogadores, mtos com mercado ainda, e ainda criando mais dívidas pra gente, disse que esse ano a torcida estaria orgulhosa com o time.

    Pois bem, passados quase 7 meses, a torcida cobrando resultados, não é que o presidente tem a coragem de dizer que o “momento é de restruturação “?

    E tem gente que defende este indivíduo!

    ST

  91. Mauro Carvalho - SP
    26 de junho de 2018 at 7:34 (5 meses ago)

    Habeas Corpus Trabalhista. Só nós prá tomar uma dessas. Já que o cara estava vinculado, porque não quitaram a divida reclamada, pouco mais de $1MM, seria o resgate de um investimento!!! Agora nem vender o orelhudo podemos.
    Largados.

  92. Rodolfo Oliveira
    26 de junho de 2018 at 8:26 (5 meses ago)

    Em momento algum, depois que ganhamos a causa do Scarpa, essa diretoria procurou ele pra conversar.
    Sempre naquela inércia. Não podia esperar outra coisa, quando somos humilhados nos canais de tv (Fox Sports), ninguém se manifesta, imagina num caso desses.
    Depois de de 6 anos de Peter vem me falar que o clube está em restruturação!!!

  93. vladimir costa silva
    26 de junho de 2018 at 10:17 (5 meses ago)

    Oi Viviane, não entendo dessa maneira, acho que é incompetência mesmo. Já vi momentos muito delicados no clube na década de 90 aonde claramente os feudos que comandavam queriam apenas usufruir do clube. Este grupo da FLUSÓCIO tem meu respeito pelos acertos que tiveram, porém não conseguiram, na minha opinião entender a lógica de administrar um clube de futebol. Fazer um ruptura agora no meio de uma crise do clube e do pais (poucos investidores), acho muito temerário. Na próxima eleição mudamos, acho que devemos respeitar o mandato e fortalecer nossa democracia recém conquistada. Hoje temos o poder do voto, outras correntes estão surgindo no clube acho que esse é o caminho. Tirar a atual gestão e colocar quem? No meio dessa confusão toda política.
    Concordo que vamos sofrer esse ano e talvez o próximo mas não vejo outra saída.

    Sds. Tricolores.

  94. allan
    26 de junho de 2018 at 11:53 (5 meses ago)

    Que me perdoem os flusocianos que torcem mais para a permanência do grupo no poder do que para o Fluminense.

    Mas, considerando que:

    1 – Flusocio apoiou, elegeu e participou decisivamente dos dois mandatos do Peter;

    2 – Abad era simplesmente o presidente do Conselho Fiscal do FFC e tem como profissão ser auditor da receita federal;

    Podemos concluir que a campanha desesperada para eleger o Abad de goleada (como foi) representou a maior fraude eleitoral de todos os tempos.

    Não no resultado dos votos, mas em relação a quantidade de mentiras e promessas que se sabiam que não seriam cumpridas.

    A rejeição monstra à “gestão” do Abad tem relação direta com a esperança que despertou em todos nós, que fomos muito iludidos pela Flusocio.

    Sentimento de muitos tricolores é de total decepção, daí a perda de credibilidade do grupo para propor qualquer coisa vendendo um futuro que nunca vai chegar.

    ST

  95. Rodrigo R
    26 de junho de 2018 at 11:55 (5 meses ago)

    Quem garante que ele não foi procurado? O cara a todo momento se mostrou intransigente e ingrato com relação ao flu

  96. Rodrigo Baroni
    26 de junho de 2018 at 12:31 (5 meses ago)

    6 anos de Peter e Abad.

    Abad ficou 6 anos no Conselho Fiscal.

    6 anos!!!!!

    Sendo 3 como presidente deste conselho !!!!

    E sua eleição para a presidência já vai completar 2 anos.

    Que vergonha

  97. Helvio Lins
    26 de junho de 2018 at 13:04 (5 meses ago)

    Se o HC foi concedido pelo TST nao cabe mais recurso. Esta informação procede???!!

  98. Claudio Souza
    26 de junho de 2018 at 14:53 (5 meses ago)

    Sandrão, o Fodão ! Queria ver ele , não apenas reverter o litígio, como também convencer a torcida a acolher de volta o traíra que comemorou nossa eliminação da Copa do Brasil.

    Esse é um dos grandes dilemas tricolores : ficar com a desastrada administração atual ou devolver o poder a essas merdas que rondam o clube. PQP !

    ST

  99. Claudio Souza
    26 de junho de 2018 at 14:56 (5 meses ago)

    Pois é. Quando escrevo que um monte de gente tira conclusões precipitadas, e muitas das vezes levianas, sem saber praticamente nada do que rola nos bastidores, dizem que eu estou defendendo a gestão.

    Ética e responsabilidade é pra poucos no Brasil, infelizmente. Ainda mais quando um nick nas redes sociais protege covardes.

    ST

  100. Claudio Souza
    26 de junho de 2018 at 14:58 (5 meses ago)

    O Habeas Corpus o libera para o trabalho, mas não decide a questão econômica envolvendo os direitos.

    ST

  101. Claudio Souza
    26 de junho de 2018 at 14:59 (5 meses ago)

    Pois é. Vamos colocar Sandrão, o Fodão.

    ST

  102. Rodrigo
    26 de junho de 2018 at 16:02 (5 meses ago)

    O Flu fica resistindo mas todo mundo sabe q o Scarpa é batalha perdida.
    Não ganharemos um tostão com ele, pelo contrário, perderemos.

    Essa gestão da Flusócio errou gravemente e amadoristicamente ao deixar o nosso jogador com mais mercado cheio de atrasos salariais, assim como errou naquela dispensa de nossos medalhões. Q ficassem sem pagar Maranhão e Romarinho.

    Inês é morta, é entubar mais essa, e lembrarmos: NUNCA MAIS ELEGER NENHUM CANDIDATO DA FLUSÓCIO, há três mandatos no clube e só fazendo besteira.

    Para eles, reestruturação financeira é perder nosso maior ativo de graça.

  103. Jorge Eduardo
    26 de junho de 2018 at 17:41 (5 meses ago)

    A gestão moderna voltada para o saneamento das nossas dívidas e fortalecimento do clube, tão propalada pela Flusócio, tem tido o efeito totalmente oposto ao que nos falaram… estamos cada vez mais no fundo do poço e ninguém faz nada para recuperar o prejuízo causado por essas 2 últimas gestões e colocar o clube no caminho certo, com um time forte e finanças equilibradas.

  104. Rodrigo Baroni
    26 de junho de 2018 at 17:54 (5 meses ago)

    6 anos de Peter e Abad.

    E 18 meses de Abad.

    Antes deste 18 meses, Abad ficou 6 anos no Conselho Fiscal.

    6 anos de Abad como conselheiro fiscal. É o pior conselheiro da história do clube.

    Sendo 3 anos como presidente deste conselho !!!!

    E sua eleição para a presidência já vai completar 2 anos.

    Mas disse ele q não sabia de nada sobre a real situação do clube. Quanto descompromisso. aventureirismo.

    Rasgaram muitas dezenas de milhões de reais do Fluminense !!!!!!!!!

    Com qual intuito gente incapaz se aventura em tentar tocar um Fluminense ????

    Que vergonha. Que incompententes.

  105. Claudio Souza
    26 de junho de 2018 at 18:49 (5 meses ago)

    Concordo com quase tudo, mas essa questão de decidir a quem pagar não era tão simples quanto parecia.

    Se a diretoria resolvesse proteger o patrimônio e pagasse apenas aos que tivessem alto valor de venda, talvez tivéssemos começado o ano com eles, mas sem os demais, que certamente estariam na justiça.O prejuízo seria muito maior.

    O Fluminense preferiu conversar com os agentes e empenhar a palavra. Infelizmente, Scarpa e seus agentes preferiram a justiça para se livrarem da multa rescisória e ganhar mais.

    ST

  106. Helvio Lins
    26 de junho de 2018 at 21:39 (5 meses ago)

    E é o segundo atleta de potencial acima da média que deixamos sair de graça ( arouca e scarpa )…

  107. Eduardo Gorges
    26 de junho de 2018 at 21:47 (5 meses ago)

    Quem sifu foi o Scarpa. Perdeu o ano, perdeu a moral com qualquer clube, se desvalorizou muito.

    Daqui é fácil criticar, mas não sei o que faria em casa se não tivesse dinheiro para fechar o mês, com a conta no vermelho, cartão de crédito estourado. Infelizmente o clube estava assim no final do ano.

  108. Eduardo Gorges
    26 de junho de 2018 at 21:49 (5 meses ago)

    O dia que alguém tiver um projeto, poderemos pensar em apoiar. Enquanto isso, quanto menos sanguessugas, melhor.

  109. Eduardo Gorges
    26 de junho de 2018 at 21:52 (5 meses ago)

    A dívida foi quitada em Janeiro. A discussão em juízo é se venceu o prazo, ou não.

    Scarpa concordou em receber em Janeiro. E iria emprestado para o Palmeiras.

    Scarpa roeu a corda em 27/Dez, negociando um salário maior com o Palmeiras se saísse de graça.

  110. Eduardo Gorges
    26 de junho de 2018 at 21:56 (5 meses ago)

    A oposição tumultua só para acesso ao poder.

    Não há UM projeto!

    Há quanto tempo essa turma quer a direção do clube, só não se sabe para onde.

  111. Eduardo Gorges
    26 de junho de 2018 at 22:00 (5 meses ago)

    Os gastos administrativos aumentaram? Sabe me informar de quanto para quanto?

    Os clubes no Brasil viraram forno para aquecer jogadores para o exterior. Se for craque, sai (vide nosso rival).

    Os jogadores ganham uma boa grana a cada troca de time.

    O modelo do futebol hoje é que todo mundo ganha e o time perde.

  112. Eduardo Gorges
    26 de junho de 2018 at 22:07 (5 meses ago)

    Percovich precisa amadurecer para encarar o Flu

  113. Eduardo Gorges
    26 de junho de 2018 at 22:10 (5 meses ago)

    Coloca o Scarpa no Samorin e vende na Europa.

  114. Eduardo Gorges
    26 de junho de 2018 at 22:12 (5 meses ago)

    Em tempo: o time do Flamengo na Copa, saiu mole, mole.

  115. Claudio Souza
    26 de junho de 2018 at 23:02 (5 meses ago)

    Foi isso o que escrevi????

  116. luiz
    26 de junho de 2018 at 23:04 (5 meses ago)

    A decisão pela concessão do HC foi monocrática, ou seja, foi deferido por um único Ministro do TST, cabendo recurso, no caso , salvo engano, agravo regimental.

  117. Valentino
    27 de junho de 2018 at 1:02 (5 meses ago)

    É o que está parecendo

  118. Valmir Carvalho da Silva
    27 de junho de 2018 at 10:15 (5 meses ago)

    Realmente são coisas diferentes. Marcelo Teixeira nos deu um prejuízo de 5 milhões e Pedro Antônio nos deu um CT e é um empreendedor de respeito.

  119. Claudio Souza
    27 de junho de 2018 at 10:38 (5 meses ago)

    Isso mesmo. Como costumo escrever aqui, há muitas críticas em cima de informações incompletas, e muito eco de fofocas que surgem do nada nas redes sociais. A crítica é sempre válida, mas a gente não pode opinar sobre aquilo que não conhece ou conhece apenas em parte.

    ST

  120. Claudio Souza
    27 de junho de 2018 at 11:21 (5 meses ago)

    Essa questão do e-mail para o Sport envolvendo o Diego Souza virou o porrete principal para bater no Marcelo Teixeira, mas acho que a versão corrente nas redes sociais não se sustenta diante de uma análise minimamente lógica.

    Eu não acredito que esse e-mail tenha sido enviado sem autorização do Abad. Marcelo Teixeira seria louco se tivesse feito isso, já que não tinha competência legal para formalizar esse tipo de acordo (essa é a base da defesa do Fluminense no processo). Que sentido teria ele fechar uma negociação na qual não pudesse assinar ? O Sport aceitaria depositar o dinheiro na conta do Fluminense sem a assinatura de um contrato pelo presidente do Fluminense ?

    A mim, parece ter havido um acerto prévio verbal (cujo teor desconheço) e o e-mail foi enviado para formalizar essa conversa, mas a negociação final só seria concretizada com o contrato oficial, assinado por quem tivesse competência para tal.

    Como não sabemos o que teria sido negociado, fica difícil avaliar se seria algo realmente prejudicial ao Flu ou se o Sport é que quis dar uma volta na gente, fazendo uso do e-mail para fechar com o São Paulo a venda dos direitos econômicos por 5 milhões e, depois, forçar na justiça a venda, pelo Fluminense, da sua parte por 1 milhão.

    De qualquer forma, não cabe nas evidências dos fatos até aqui divulgados, achar que o Marcelo Teixeira tenha feito isso por iniciativa própria.

    Alguém pode argumentar que Abad, na entrevista ao Globoesporte concedida por esses dias, disse que o erro foi do Marcelo Teixeira, mas é lógico que ele não poderia declarar outra coisa, se a estratégia de defesa do clube no litígio é justamente alegar que o Presidente, que é aquele com competência legal para fechar esse tipo de negócio, não havia autorizado a venda.

    Nesse caso, Marcelo Teixeira se faz de vilão publicamente, para ser o mocinho na vida real e não prejudicar o Fluminense no processo.

    Não consigo enxergar outra alternativa lógica que sustente esse linchamento público do MT por causa desse e-mail. Não considero esse caso fechado e nem a minha avaliação absolutamente correta, já que faltam muitas informações. Quem tiver uma versão melhor, que apresente.

    ST

  121. Filipe Seixas
    27 de junho de 2018 at 14:11 (5 meses ago)

    Algumas perguntas para os que assinaram e recolheram assinaturas para a retirada do presidente eleito:

    Vestiram a camisa da CBF para o ato de coleta das assinaturas? Dentro do clube, a elite do atraso vai apoiar o presidente e tentar melhorar o cenário em forma de projeto de clube ou somente quer retirar um “obstáculo” para se ter a oportunidade de governar? O que se nota nesse ato é um projeto pessoal ou projeto de clube?

  122. Jorge Eduardo
    27 de junho de 2018 at 20:00 (5 meses ago)

    Hoje saiu mais um zagueiro e pelo visto dificilmente vai chegar alguém… o técnico pediu 3 contratações, saíram 2… vão chegar 5 ou vamos ficar no prejuízo? Agora se for para trazer alguém, que não seja ruim e que não seja no padrão dos que vieram do Criciúma…um grande reforço seria devolver o Marlon e trazer de volta o Mascarenhas… poderia subir com o Zé Ricardo, volante de boa técnica e algum jogador que esteja se destacando na base, falam do Marcos Paulo, nunca vi jogar, mas se é bom mesmo tem lugar nesse nosso time, que tem diversas carências e onde falta qualidade em quase todas as posições.

  123. Aluisio Silva
    27 de junho de 2018 at 22:11 (5 meses ago)

    BOM
    CHEGUEI A UMA DURA CONSTATAÇÃO: NÃO SOU MAIS TRICOLOR.
    NÃO SOU NADA, NO QUE SE REFERE A FUTEBOL.
    CANSEI DE SENTIR VERGONHA E FAZER PAPEL DE OTÁRIO.
    FORAM 43 ANOS.
    OS ÚLTIMOS ANOS FORAM A PÁ DE CAL.
    VAI FICAR UM VAZIO. MAS É UM SENTIMENTO QUE DÓI MENOS QUE A VERGONHA. CHEGA DE FAZER PAPEL DE TROUXA. TENHO MAIS O QUE FAZER.

  124. Jorge Eduardo
    27 de junho de 2018 at 22:36 (5 meses ago)

    Concordo, foi mais um dos erros gigantescos de Abad e cia, juntamente com o DS… podia ter sido evitado se não tivesse gasto 7 milhões para comprar 50% do passe do Robinho, uma aposta muito cara.

  125. Gilberto Cabral
    27 de junho de 2018 at 22:57 (5 meses ago)

    Novamente sem zagueiros! Todos os melhores que vieram, já se foram (e bem rápido) inclusive o reginaldo que foi “enchotado” e os perebas Chaves e Gum, continuam, vai ser F…

  126. Wilson Ferrugem
    28 de junho de 2018 at 1:44 (5 meses ago)

    Eleito pq a campanha dele foi recheada de mentiras.

    Não tem como defender mais. Triste

    ST

  127. Wilson Ferrugem
    28 de junho de 2018 at 1:50 (5 meses ago)

    Cadê o meu ídolo prometido, meu estádio prometido, meu time competitivo prometido?

    Promessas não foram feitas pela a oposição e sim pelo o presidente eleito

    ST

  128. Wilson Ferrugem
    28 de junho de 2018 at 1:51 (5 meses ago)

    Qual o projeto do Abad?
    Segunda divisão?
    A culpa é sempre de alguém!

  129. Aldo L C Monteiro
    28 de junho de 2018 at 11:45 (5 meses ago)

    Não da mais pra ficar aqui tentando ser ouvido. Como pode deixar dois zagueiros que acabaram de chegar ir embora ?????? Como pode o excelentíssimo conceder uma entrevista lulática, não sei de nada, não vi nada !!!! Já causaram tantos prejuízos ao patrimônio. Afastaram o único que realmente fez e faria mais. Vou ver onde vai dar o caso Scrápula.

  130. Fábio Pitman
    28 de junho de 2018 at 12:10 (5 meses ago)

    Digão? DIGÃO???

    Sinceramente, DESISTO!

  131. LuizCarlos De Souza Junior
    28 de junho de 2018 at 13:41 (5 meses ago)

    Daqui a pouco vão trazer de volta o Gabriel Santos, Milton do Ó e o PerYgor…
    Volta Leandro Eusébio!!!

  132. LuizCarlos De Souza Junior
    28 de junho de 2018 at 13:42 (5 meses ago)

    Pode ficar tranquilo: o Digão voltou e o próximo será Leandro Eusébio…

  133. Claudio Souza
    28 de junho de 2018 at 14:21 (5 meses ago)

    Rumo ao título !

    ST

  134. Wilson Ferrugem
    28 de junho de 2018 at 17:23 (5 meses ago)

    Não vi ofensa, mas se ficou ofendido me desculpe.

    Crítico sim porque não pode mais se defender essa gestão! É o cúmulo do absurdo.

    Quem defende não é tricolor! É o caso das organizadas. Amam mais a organizada que o próprio clube.

    Triste fim!

  135. Wilson Ferrugem
    28 de junho de 2018 at 17:24 (5 meses ago)

    Como defender mais uma contratação desta? Digão?!

  136. Wilson Ferrugem
    28 de junho de 2018 at 17:27 (5 meses ago)

    Mais uma desta diretoria!
    Qual foi a última vez que elogiamos está diretoria?
    Digão? Se não pode segurar um zagueiro por 2 meses, pq trazer?
    Estou intrigado pra saber quem a Flusocio irá culpar desta vez? E Tb nas próximas eleições.

    Pobre Fluminense

  137. Valmir Carvalho da Silva
    28 de junho de 2018 at 19:08 (5 meses ago)

    Wilson, vejo muitos tricolores criticando o Digão. É do nível dos que saíram, porém mais experiente.

  138. Claudio Souza
    28 de junho de 2018 at 19:28 (5 meses ago)

    Indefensável!

  139. vivianne
    28 de junho de 2018 at 20:41 (5 meses ago)

    Luciano é bom jogador, melhor do q os do nosso elenco.
    Mas aí quando vc pensa q Abad vai acertar uma pelo menos, ele como sempre estraga tudo o nome da m.. da vez é Digao.
    Zaga do flu, Renato chaves, Digao e gum, ainda tendo o frazan como opção, sensacional, padrão Flusócio.

  140. Wilson Ferrugem
    28 de junho de 2018 at 23:32 (5 meses ago)

    Zagueiro do nível do Digão, a base tem que fornecer. Não pode se gastar dinheiro com um jogador mediano. Se a base não consegue fornecer isso, é melhor fechar.

  141. allan
    28 de junho de 2018 at 23:53 (5 meses ago)

    Retomada do brasileiro e nossa zaga com Gum e Digão.

    Agora só falta o Abad vender o Pedro e o Ayrton Lucas e a segundona tá logo ali.

    Vcs estão acabando com o Fluminense.

  142. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 9:33 (5 meses ago)

    O tempo de escravidão acabou. Jogador decide se quer ir ou não. Melhor ele jogando no Fluminense do que saindo de graça.

  143. Wilson Ferrugem
    29 de junho de 2018 at 10:46 (5 meses ago)

    Mesmo se o Abad não soubesse de nada, isso continua sendo muito grave.
    Mostra que ele não fez seu trabalho como presidente do conselho fiscal. Aprovou todas as contas sem analizar nada!

    Elegemos para presidente uma pessoa que nem como presidente do conselho fez um bom trabalho!

    Muito grave!

    ST

  144. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 11:32 (5 meses ago)

    Confiou cegamente. O Peter tinha que aparecer para se defender ou, ainda, transferir a culpa para um terceiro.

  145. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 11:34 (5 meses ago)

    Também achava o Digão melhor do que o Gum quando saiu. Acho que o Fluminense deu mole quando aceitou a liberação do Luan Peres porque na certa além do Fluminense, a Ponte Preta deve ter levado algum dinheiro. Seria o caso de aceitar, desde que o Reginaldo voltasse.

  146. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 11:35 (5 meses ago)

    A saída do Reginaldo que se coloque na conta do Abel, bem como a vinda do fraco centroavante João Carlos.

  147. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 11:37 (5 meses ago)

    Deveriam ter liberado o Luan Peres desde que o Reginaldo voltasse e eles aceitassem o Frazão.

  148. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 11:38 (5 meses ago)

    Romário só fez 4 gols em 94? Aí está contando o de penalti na disputa final?

  149. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 11:42 (5 meses ago)

    Faz mais sentido, considerando que o Marcelo Teixeira não foi demitido, mas não deveria ter tentado convencer o presidente da precipitação? Por que o Sport se apressaria em pagar R$1milhão para desfazer o acordo dos 50%? Não faz sentido. Deveria haver, pelo menos, um tempo para que isso fosse válido. Se não conseguisse vender o Diego Souza ou ele decidisse pendurar as chuteiras isso valeria.

  150. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 11:42 (5 meses ago)

    !? Quando foi isso?

  151. Rodolfo Oliveira
    29 de junho de 2018 at 11:46 (5 meses ago)

    “Pelo acordo, se a Valle atrasar pelo terceiro mês, seja consecutivo ou alternado, o Fluminense pode pedir a rescisão. Entretanto, mesmo em débito, a patrocinadora não teria a obrigação de pagar tudo até o fim do vínculo, mas consta no compromisso que, na hipótese de acontecer pelos motivos supracitados, o Flu não receberia tudo o que tem direito. Supondo que haja um distrato, o Tricolor teria direito somente a 40% do equivalente daquilo que ainda resta para entrar em sua conta.”
    Impressionante essa vai se tornar mais uma Dry, Guaraviton da vida que quebra o contrato e fica por isso mesmo.
    Ou alguém duvida que ela está atrasando pra desfazer o contrato e não precisar pagar integral o que foi contratado.

  152. Wilson Ferrugem
    29 de junho de 2018 at 12:31 (5 meses ago)

    Presidente do conselho fiscal não pode “confiar”!

  153. Davi Carvalho
    29 de junho de 2018 at 12:52 (5 meses ago)

    Dry Word, guaravitton, descomplica e agora essa Valle.
    O que acontece não é só incompetência, tem algo nisso, não é possível.
    Rescindam com essa empresa pirangueira.

  154. Valentino
    29 de junho de 2018 at 13:42 (5 meses ago)

    Não duvido nada que ela esteja realmente tentando sair pela tangente. No início do ano vazaram documentos que mostravam que o capital social dessa empresa era de míseros R$ 130 mil. Como alguém acho que uma empresa dessas teria condições de patrocinar um time de futebol?

  155. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 14:21 (5 meses ago)

    Pelas notícias parece que não. Uma vez que ganhamos entrou nessa de negociar com o fraco futebol português. De pensar que 2017 começou com o Fluminense a jato no carioca e com o Scarpa fazendo o gol em uma jogada antológica.

  156. Sergio Binda
    29 de junho de 2018 at 14:24 (5 meses ago)

    Só os gols marcados na primeira fase.

  157. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 14:26 (5 meses ago)

    Acho que não lesou, mesmo querendo ou sendo incompetente, porque um email não tem validade, a não ser que tenha certificação digital. Tinha?

  158. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 14:39 (5 meses ago)

    Não acho que foram mal intencionados. São negligentes e incompetentes. Deram mais importância para os esportes amadores e o social, o que não sou contra, e acharam que o futebol seguiria por inércia. Mas são muitos erros seguidos e ninguém respeita.

    Será que a Valle atrasa parcelas do Corinthians? E o dinheiro que a Viton e a Dry World nos deve? Liberaram o Abel de pagar pelo dissídio ou não havia um a ser pago? Como pode um juiz usar um instrumento que é usado para soltar uma pessoa presa para liberar um profissional de um contrato assinado. Essa visão esquerdista de que um trabalhador é um escravo dá nisso.

  159. Fernando Ventura Jr.
    29 de junho de 2018 at 14:40 (5 meses ago)

    E o que uma gestão competente e honesta vai poder fazer? A não ser que traga um patrocínio forte, aproveitando o atraso da Valle para romper o contrato, ou um baita negociador para destravar os bloqueios nas receitas, só vai tumultuar mais ainda o ambiente.

  160. Gilberto Cabral
    29 de junho de 2018 at 18:41 (5 meses ago)

    O João Carlos ainda esta na área ou saiu com o Abel? Esse ninguém quer? Vai continuar sendo o reserva do Pedro para o restante do Brasileiro?

  161. allan
    29 de junho de 2018 at 18:58 (5 meses ago)

    Agora notícia que o samorin corre risco de exclusão da segundona da Eslováquia por estar com 3 meses de salários atrasados…

    Só pauta positiva…

  162. Zeh Paulo
    29 de junho de 2018 at 19:41 (5 meses ago)

    1996/97/98 : o triênio que não acabou.

  163. Jorge Eduardo
    29 de junho de 2018 at 21:22 (5 meses ago)

    Tudo que essa gestão faz acaba em prejuízo pro Flu, impressionante a capacidade de tomar decisões erradas. Só notícia ruim. E não há transparência nenhuma, jogadores são negociados e não se sabe quanto o clube ganha ou se ganha alguma coisa, jogadores são contratados e a mesma coisa acontece. Ainda querem jogar a culpa na torcida. Um absurdo.

  164. Jorge Eduardo
    29 de junho de 2018 at 22:25 (5 meses ago)

    Acho que talvez seja a pior administração do Flu depois da que nos jogou na série C. Espero que surja alguém para acertar o rumo, pois os resultados são péssimos, muitos erros foram cometidos e se não houver uma troca de comando o mais rápido possível temo pela sobrevivência do nosso clube… já tivemos períodos ruins mas não lembro nada parecido com o que estamos vivendo.

  165. Jorge Eduardo
    30 de junho de 2018 at 13:18 (5 meses ago)

    E não assinaram com a Caixa porque tinham melhores ofertas de outros patrocinadores, conta outra.

  166. Jorge Eduardo
    30 de junho de 2018 at 13:24 (5 meses ago)

    Matou a charada, muitos “amigos” se dando bem a custa do Flu… e o time cada cez pior e as dívidas só aumentando. Agora a vergonha chegou na Europa, será que isso é parte do projeto de internacionalização do Flu, já não bastava ir em Orlando e não ganhar 1 jogo, agora querem passar essa a imagem de mau pagador.

  167. Nelbraga Nel
    30 de junho de 2018 at 21:03 (5 meses ago)

    Com todo o respeito : 1- Celso Barros QUEBROU a Unimed. Não precisamos falar nada. 2- O Pedro Antonio não foi demitido por conta de estádio, mas por não saber se relacionar com uma estrutura hierarquizada . 3- O Flu não é a potência que muitos ainda falam. Perdemos o bonde da história; perdemos a guerra da midia; perdemos a imprensa; perdemos o protagonismo do futebol; perdemos a primazia nos investimentos; enquanto a Globo passa 45 jogos do CRF durante um ano, nós temos 23 jogos televisionados. ISSO TUDO NÃO ACONTECEU EM 10 ANOS MAS É PLANO BEM EXECUTADO NOS ÚLTIMOS 40 ANOS. NÃO REVERTEREMOS O CENÁRIO EM 5 A 10 ANOS. SIMPLES ASSIM. OBS: SOU TRICOLOR HÁ 48 ANOS!

  168. allan
    1 de julho de 2018 at 0:34 (5 meses ago)

    Prezado Nelbraga, também com todo respeito:

    1 – não me cabe como torcedor tricolor querer saber da gestão do CB na Unimed – nem me interessa advogar defesa dele quanto a isso – só não temos como mudar o passado e negar que o investimento da cooperativa no futebol do Flu foi o melhor patrocínio do Brasil por muito tempo e encheou o torcedor de orgulho;

    2 – essa mesma “estrutura hierarquizada” não teve o mesmo “rigor” em casos que (muito ao contrário do Pedro Antônio) geraram prejuízos enormes ao Fluminense, como nos inexplicáveis episódios do Diego Souza/Marcelo Teixeira ou no do jurídico que perdeu causa do Levir Culpi à revelia; e onde está o projeto de estadio “muito melhor que o apresentado pelo PA” que os flusocianos falaram na época do desligamento ?

    3 – Flusocio/Peter assumiu o Flu em 2010 com título brasileiro depois de 26 anos, melhor jogador do campeonato (Conca), clube dos 13 em negociações para vender direitos de TV, patrocínio forte da Unimed garantindo time forte. E o que fez o endeusado Peter ? Implodiu o clube dos 13, aceitou o Flu com a menor cota dos 12 grandes, etc, etc. Peter e Abad são os grandes responsáveis pelo FFC estar (não sou fatalista e conformado com papel de coadjuvante para o Fluminense !!!!) perdendo as guerras que vc cita.

    Sem isentar o papel cretino do antes endeusado pela Flusocio, Mário Bittencourt, no caso lusagate em 2013 quando aliado ao Peter e a Flusocio não brigou pelo único interesse do FFC no tal julgamento: a ordem da pauta obedecer a cronologia dos fatos, onde todo mundo ia ver que a lusa salvou foi os mulambos do rebaixamento !!!

    Portanto, quem tirou o Fluminense do seu lugar no bonde da história foi essa gestão pequena, conformada em ser coadjuvante e sem NENHUMA ambição implantada no FFC e que vem, sim, nos diminuindo cada vez mais no cenário nacional.

    Esquece a existência de um “plano” externo para arrasar o FFC. Nossos adversários não precisam disso. Já conseguiram apequenar o antes enorme Fluminense por dentro. Com Peter e Abad. Quem diminui e enfraquece nossa posição no contexto do futebol é nossa própria diretoria.

    ST

  169. Flavio Ferreira
    1 de julho de 2018 at 9:56 (5 meses ago)

    Não é possível entender a defesa que os simpatizantes da Flusocio fazem, parece os Petistas defendendo o Lula em que pese todos as falcatruas feitas.

    Primeiramente o que tem haver o Celso Barros quebrar a Unimed? Não sei se foi ele ou não mas me preocupa é os que estão quebrando nosso tricolor. O Pedro Antonio em que pese os problemas de ser centralizador fez o CT enquanto o Peter e o Abada fizeram o que?

    Concordo que os erros de 40 anos não podem ser resolvidos em 5 ou 10 anos. O problema é que a Flusócio está apoiando gestões há quase 8 anos e a situação apenas piora; ou seja, neste ritmo após 50 ou 80 anos ao invés de solucionar o problema terá acabado com o Fluminense.

    Pergunto: se o Peter equacionou as dívidas como elas aumentaram? Se o Peter deixou dívidas que o Abad, Presidente do Conselho Fiscal não “sabia” será que as resolveremos perdoando 4 milhões do caso Diego Souza, perdendo o passe do Scarpa, colocando patrocinadores que não pagam?

    No caso do PT entendo porque existe apoio já que é dali que sai o ganha pão deles agora no caso do Fluminense não dá para entender o apoio. Não quero acreditar que estejam se servindo do FLU ao invés de servir o FLU.

    Votei no Abad porque não sabia dos números verdadeiros da gestão Peter e suas promessas mentirosas, mas hoje estou certo que nada poderia ser mais maléfico ao FLU que a gestão Flusócio.

  170. Paulo Cavalheiro
    1 de julho de 2018 at 10:53 (5 meses ago)

    Preocupado com o clima de “inércia” da grande maioria da torcida do FFC !!

    Clube num crescente desenvolvimento de “falência” e não há uma manifestação firme e forte de indignação, que efetivamente traga o FFC a um ritmo “profissional” de se auto estabilizar.

  171. Paulo Cavalheiro
    1 de julho de 2018 at 11:02 (5 meses ago)

    Publicado finalmente o “resumo” do 1º BT_2018 e temos Receita Líquida de quase R$ 90 milhões, praticamente o dobro que 2017.

    Uma rápida analisada, as Despesas, verdadeira farra do boi e sem nenhuma explicação, transparência zero. Tem linha de receita com valores absurdos, para um clube “sucateado”.

    R$ 80 milhões de Despesas, ou seja, querem quebrar o clube, surreal.

  172. Jorge Eduardo
    1 de julho de 2018 at 14:06 (5 meses ago)

    Perfeito, não estamos julgando o caráter do Abad e sim a falta de capacidade para ser o presidente do Flu.

  173. Jorge Eduardo
    1 de julho de 2018 at 14:10 (5 meses ago)

    Excelente sugestão e tudo a ver com o que estamos passando.

  174. Aldo L C Monteiro
    1 de julho de 2018 at 14:19 (5 meses ago)

    Quebrar o futebol não os esportes olímpicos.

  175. Sérgio luiz
    1 de julho de 2018 at 16:19 (5 meses ago)

    Quer.estrutura hrearquizada,que vc fala essa diretoria incompetente em que os vices presidentes renunciam,eu concordo quer perdemos o bonde da história a partir da gestão Peter/Abad

  176. Rodrigo Baroni
    1 de julho de 2018 at 17:03 (5 meses ago)

    Me desculpe, mas:

    fica Bem Complicado para o Pedro Antônio, ou para alguém com certa competência, precisar obedecer a Abad e cia;

    E acho q o Fluminense sim é uma superpotência, contudo, administrado por medíocres demais faz anos e anos.

    E, se não fosse o Celso Barros, e sua insistência em por grana no Flu, contrariando o desejo dos outros cabeças da Unimed, aí sim aceitaria sua opinião de q o Flu não é mais uma potência no futebol do BR. obviamente, ele não é perfeito ou santo, mas seria infinitamente mais saudável ao Flu do q foi a Flusocio de Abad e Peter. E Estaríamos hoje somente a recordar nosso longínquo brasileirão de 1984, de 34 anos atras, chorosos e tristes e saudosistas e zoados por todos os clubes do Brasil, mais ou menos seríamos como são hj os torcedores do Botafogo, os monotitulos do país.

  177. Claudio Souza
    1 de julho de 2018 at 17:55 (5 meses ago)

    Não acredito que o clube não tenha tido 100 mil reais pra comprar o goleiro destaque do sub-20. Essa estória só pode estar mal contada!

    ST

  178. Claudio Souza
    1 de julho de 2018 at 17:57 (5 meses ago)

    Pois é. Não sabemos o tipo de acordo que foi fechado com o Sport. Logo, não temos como crucificar o MT sem essas informações.

    ST

  179. Claudio Souza
    1 de julho de 2018 at 18:03 (5 meses ago)

    Alguém sabe quando a Carniça vai construir o estádio lá na Cidade Olímpica?

    Não era barbada construir o estádio, lá, com o material que sobrou da arenas temporárias?

    Aliás, a atrapalhada gestão atual foi acusada, por ocasião da saída do São Pedro Antônio, de ter feito isso para não se indispor com a direção do Molambo.

    Cadê?

    A última notícia que tive foi a de que a prefeitura iria licitar a exploração comercial da área.

    Como sempre, acusar sem nenhuma base de informações confiáveis é mole. Quando nada se confirma, deixam tudo no esquecimento, mas eu não.

    ST

  180. Rodrigo Baroni
    1 de julho de 2018 at 18:23 (5 meses ago)

    Agora mais essa: Fluminense não tem 100 mil reais para comprar o passe do garoto goleiro destaque, que partiu para o Grêmio.

    Que vergonha!!

    Mas Como o Fluminense vai conseguir contratar ou pagar salários ao jogadores e elenco de futebol profissional ou da base, se prefere pagar 3 milhões de reais por mês, 36 milhões por ano, com povo de executivos de marketing, rh , financeiro, gerentes de arenas, comercial , etc , numa tal equipe de Back office???? Alem de outros gastos malucos e ocultos.

    que ninguém sabe quem são os funcionários, se sao pjs ou pessoas fisicas, nem quanto cada uma delas ganha , e nem o q cada uma delas deste tal de Back office faz de bom pro Flu. Óbvio que nada fazem de bom !!!! Só nos sugam !!!!

    Pedem profissionalização, mas no Flu há excesso de profissionais e de profissionalização!!!!! Falta sim lá é competência, e não profissionais !!!!

    E outro absurdo: o A bad disse na entrevista dada semana passada q Xerém só é o que é por conta da Flusocio.

    Que piada!!!!!!!!!

    Na era Peter Abad o Flu não assentou um só tijolo lá. Se não me engano, acho até q levantaram um vestiário para visitantes lá.

    Mas esta frase dele é de comediante !!!!!

    O q melhorou lá, é verdade, foi a qualidade dos Campos e das instalações e acabamentos.

    Visitei Xerém antes do Peter, e fui lá ano passado pela última vez.

    Quase Nada de diferente!!!! Melhoraram os acabamentos e aparelhos, é verdade sim, mas nada feito lá passou da obrigação, já q lá transitam diariamente, sei lá, pelo menos 100 pessoas, atletas, funcionários. Muitas lá dormindo e tb se alimentando. Entao, melhorar Xerém um pouco era OBRIGAÇÃO deles !!!! Mas nada cresceu ou expandiu. Preferiram expedir para SAMORIM.

    E, todos sabemos , Peter Abad tiveram MUUUUUUUITO MAIS GRANA em mãos de receitas do que as administrações anteriores do Fluminense. Ou seja, Não fizeram NADA de extraordinário lá.

    O Flu gasta muita grana em Xerém (grana muito bem gasta), pois a base de grande clube no BR ficou bem mais cara. Qq atleta já ganha seus 5 mil, 10 mil, etc, de salários mensais. Há 15, 20 anos atras, certamente o gasto mensal com Xerém era menor, mas com certeza nossas receitas eram menores Ainda.

    Então, esta frase de Abad é ridícula !!!!!!!

    Alias, não sei se é verdade, até porque nada é transparente no Flusocio, li que o Flu perdeu o prédio Hotel concentração Telê Santana em Xerém, um quarteirão após o CT. Se for verdade isto, Xerém encolheu, e não cresceu, na era Peter Abad.

    Ele deve pensar q somos todos otarios.

    Tá muito difícil !!!!!!!

    100 mil pra comprar o goleiro, não temos, mas 3 milhões mês pra pagar executivos do colarinho branco, temos !!!!!!!!! E estes, só chegam a 1 mês de salários atrasados !!!!! O elenco de futebol profissional chega a 5 meses !!!!

    Socorro !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  181. Rodrigo Baroni
    1 de julho de 2018 at 18:30 (5 meses ago)

    Pura e triste verdade.

    Exemplo: num grupo de 20 amigos meus tricolores de Nova Iguaçu, éramos 14 sócios em 2015. Hoje, somos só 6 !!!!!! Ir pro Maracanã, antes faltava vaga nos carros. Hoje sobra vaga, ou ninguém vai pra lá.

    Galera simplesmente abandonando tudo mesmo, revoltada num primeiro momento, e agora em inércia total, conforme vc disse. Vários nem se revoltam mais.

    Proeza conseguida pela Atual administração.

    Tô curioso pra saber qtos sócios somos hoje no FLUMINENSE, em julho de 2018, já q omitem este dado pra gente faz 18 meses. Com certeza perdemos MUITOS SÓCIOS dos 35 mil que já fomos.

  182. Rodrigo Baroni
    1 de julho de 2018 at 18:37 (5 meses ago)

    Eles da flusocio imitaram um Monte de caminhos administrativos do Flamengo. Até por aqui escreveram e assumiram isso.

    Mas, eles Se esqueceram q o FRAMENGO fatura praticamente 4 x mais q nós.

    Eles sim podem gastar neste tal de lixo de Back office executivos por exemplo.

    Já nós, Fluminense, não podemos !!!!

    Mas a TRANSPARÊNCIA NAS comprovações das DESPESAS ELES da Flusocio NÃO COPIARAM DA MULAMBADA!!!

    Nosso balanço e demonstrativo de gastos possui 2 paginas e meia. Nada explícito. Tudo oculto.

    Já o balanço deles , dizem ter 25 paginas, explicando a porra toda.

    Que vergonha …

  183. Sérgio luiz
    1 de julho de 2018 at 19:20 (5 meses ago)

    Realmente,todas histórias dessa gestão estão mau contadas,Diego Souza,caso Scarpa, demissões de jogadores via telefone e etc..

  184. Filipe Seixas
    1 de julho de 2018 at 20:57 (5 meses ago)

    O Fluminense não tem 100 mil ou o garoto não vale o investimento? A matéria é muito enviesada. A gestão tem suas inúmeras falhas, mas essa matéria é totalmente dispensável.

  185. Paulo Cavalheiro
    1 de julho de 2018 at 21:59 (5 meses ago)

    FFC não conseguiu pagar R$ 100k pelo Guilherme Boer !!

    Isto é leviano e pura sacanagem !! Alias, o que mais temos no FFC atual são “negociatas”, envolvendo dirigentes e empresários, que roubam o clube.

    Aconteceu no CTVL, mas o Buffer Teixeira não é o cara profissional e fodaço ??

    Vai largar esta mamata, para ser fiscalizado em outro clube, lógico que não !!

  186. allan
    1 de julho de 2018 at 22:09 (5 meses ago)

    Falou tudo, Rodrigo.
    As receitas do Flu nunca foram tão grandes como nos últimos 8 anos dessa “gestão”.
    Do Flu e de todos os outros clubes.
    A incompetência e o pensamento pequeno é que está fazendo o nosso percentual de receita diante do bolo dos 20 maiores clubes cair a cada ano.
    Por péssimas negociações (péssimas para o clube, para deixar claro), falta de ídolos, dano atrás de dano na imagem da instituição, falta de títulos e distanciamento cada vez maior do torcedor.
    Estão matando o Fluminense.

    ST

  187. allan
    1 de julho de 2018 at 22:10 (5 meses ago)

    Se fosse um aspone seria contratado.

  188. Rodrigo Baroni
    1 de julho de 2018 at 22:17 (5 meses ago)

    Infelizmente esse pessoal da flusocio parece nao possuir esta grandeza.

    E essa divisão politica do fluminense interna, em varios grupos politicos com CNPJs , e onde nao sabemos bem quem sao as pessoas fisicas que encabeçam estes grupos, os deixando quase livres para fazerem qq cagada impunemente, e quase livres para sumirem e se ocultarem depois delas, esta destruindo o Flu. E trouxe o odio interno ao clube.

    Torcedor pode odiar e se irritar e dane-se. Mas quem quer administrar ou quem administra o clube nao possui este direito.

    Esses grupos ricos em incompetencia e interesses proprios estranhos estão acabando com o Fluminense.

  189. allan
    1 de julho de 2018 at 22:24 (5 meses ago)

    Excelente mesmo, Valentino.
    É o que o FFC precisa nesse momento.

    ST

  190. Rodrigo Baroni
    1 de julho de 2018 at 22:58 (5 meses ago)

    Me desculpe mas não acho matéria dispensável como vc disse.

    Hoje mesmo anunciaram (o próprio FFC publicou) q Flu gastou 2,5 milhões nos 3 primeiros meses de 2018 com nossa base, 800 mil por mês. O assunto é: corte de gastos no futebol, e explosao de gastos administrativos !!!! Se a matéria eh equivocada, q nos digam, Flusocio e Abad, q eh mentira q o Flu cortou gastos e investimentos na nossa base …

    Se não mentem ou omitem, nos últimos 3 anos sempre nos contaram q Flu gastava em média em Xerém 20, 22 milhões por ano, 1,7 milhões por mês.

    Então, aparentemente, cortamos gastos/INVESTIMENTOS com Xerém sim, como disse a matéria.

    Queremos saber se cortaram gastos também com EXECUTIVOS DO COLARINHO BRANCO !!???

    E, nesta posição, de goleiro, talvez valha ou valesse sim os investimentos de 100 mil, neste garoto, ou em outro, já q faz tempo q não revelamos um bom lá em Xerém.

    E, nesta posição, repito, goleiro, somos a casa da mãe Joana !!!!!!!!!! Olha a bagunça e a irresponsabilidade deles:

    1) a Flusocio com Peter e o ex amigo Mário B e Abad Fiscal, todos fizeram e assinaram e auditaram um contrato com o D Cavaliere mto criminoso ao Flu (com todo o respeito ao Cavaliere, q não tem culpa nisto), de 500 mil mês x Flu.

    Agora, fechamos c ele um tal “acordo”, mal feito, após demissão sem justa causa pública , via site oficial, onde assim diziam q economizaríamos um pouco ao demiti-lo, se pagássemos em dia as parcelas do tal acordo.

    Mas já atrasamos os pagamentos das parcelas , e , se não resolvermos isto, possivelmente incidirão multas e juros e mora e honorários em possível processo trabalhista que nos farão pagar os mesmos 500 mil mês, ou até mais ao cara. Além da falácia alongamento de dívida, q já mostraram q não ocorreu, já q o Flu pagou altíssimas primeiras parcelas aos demitidos via site.

    2) pagamos 150 mil mês ao horrível Julio César, q já deu provas aqui e em outros clubes q não é goleiro para Fluminense.

    3) contratamos Rodolfo e Guilherme Amores, que são banco do criticado Julio César, o q mostra planejamento zero nesta posição. Qto cada um destes ganha??? 100 mil cada ???

    4) o próprio Abel chegou a dizer q de amores não foi indicação dele, e q não foi um jogador barato.

    5) já repetiam por aí q este garoto q foi pro Grêmio era sim destaque, mas o problema é maior q isso, de não gastarem 100m neste menino. Ok q não gastem por este ou aquele motivo neste jogador.

    O problema maior me parece q eh: corte de investimentos em Xerém!!! Isto é problema !!!!! Que é o q a matéria tb diz.

    6) gastamos por mês com salários de Julio César, Rodolfo, de Amores, e com verbas de débitos c Cavaliere, pelo menos 700 mil por mês !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Ou seja, em resumo: muito aparentemente cortaram sim investimentos em Xerém, citaram as não idas do Flu inclusive ao exterior, q eram constantes , e provam sim q nosso planejamento em vários setores é um lixo, inclusive se comentarmos somente o problema: Goleiros do Flu.

    Então, talvez valha sim investirmos 100 mil ou sei lá qto em algum goleiro promissor, pra não nos ferrarmos com Julios cesares e etcs … Aparentemente, pelo balancete publicado hoje, cortaram pela METADE os gastos com nossa base.

  191. Claudio Souza
    2 de julho de 2018 at 0:44 (5 meses ago)

    Daqui a pouco, até se faltar luz nas Laranjeiras vai ser culpa do Marcelo Teixeira.

    Se o clube não tinha o dinheiro (essa estória, sim, está mal contada), o que ele poderia fazer? Tirar do próprio bolso e comprar o jogador?

    ST

  192. Leonardo Barbosa
    2 de julho de 2018 at 1:10 (5 meses ago)

    Se o Grêmio pagou é porque eles acharam que vale o investimento.

  193. Paulo Cavalheiro
    2 de julho de 2018 at 12:00 (5 meses ago)

    Se ele é o profissional fodaço, sempre visado pelo mercado, que você sempre defende entusiasticamente, sendo o principal responsável pela área de captação e formação, se não tem condições de desenvolver o seu trabalho, pede o boné e vai embora !

    Ou então está “compactuado” com as diversas bobagens, que se concretizam no Laranjal.

    Aliás, depois do episódio do e-mail para Eduardo Uram, sua presença no Laranjal está sob suspeita, fato. Se o clube fosse gerenciado profissionalmente, estaria fora.

  194. Sylvio Montenegro
    2 de julho de 2018 at 19:43 (5 meses ago)

    Com a incompetência total e absoluta das gestões anteriores, bem como da atual, não reverteremos mesmo.

    O Flu é uma potência sim, mas se for dirigido por pessoas que pensam pequeno e o vêem menor do que ele realmente é, aí sim, dentro de alguns anos terá perdido o potencial que tem.

    Ahhh! E a Globo passa 45 jogos do CRF e 23 do Fluminense, acho que os números não são esses, mas quem ajudou o CRF a acabar com o clube dos 13 e a rede Globo a pagar o que queria a cada clube? Peter, não foi?

    Basta de incompetência no Fluminense!

  195. Fernando Ventura Jr.
    3 de julho de 2018 at 14:03 (5 meses ago)

    Não ter aceito R$1milhão pelo Diego Souza. Poderia ter tirado dinheiro do bolso sim. Se ele se arroga a enviar email em nome do presidente para lesar o clube se realmente foi isso que aconteceu.

  196. Fernando Ventura Jr.
    3 de julho de 2018 at 14:05 (5 meses ago)

    Tempestade em copo d´água por um goleiro. Devemos ter dois goleiros na reserva melhores que o Júlio César, mas o clube tem uma atitude fidalga, em que se tem que respeitar o titular. De que adiantaria pegar um goleiro destaque. Dificilmente seria titular no time de cima.

  197. Claudio Souza
    3 de julho de 2018 at 14:40 (5 meses ago)

    Pois é, “se realmente foi isso que aconteceu”. Você mesmo não tem certeza a respeito do que aconteceu. Então, por quê o ataque ?

    ST

  198. Claudio Souza
    3 de julho de 2018 at 14:41 (5 meses ago)

    Pois é. Não consigo entender como o clube, por mais que esteja na pindaíba, não conseguiu arrumar 100 mil pra comprar o tal goleiro. Será que ele era mesmo isso tudo ?

    ST

  199. Claudio Souza
    3 de julho de 2018 at 14:42 (5 meses ago)

    Se ele é ruim, o culpado é quem o deixa lá.

    ST

  200. allan
    3 de julho de 2018 at 15:42 (5 meses ago)

    Tão falando em contratar Titi, zagueiro horroroso ex Bahia.
    30 anos. Briga com a bola.
    Padrão Digão.
    Tao de sacanagem !!!!

  201. Sylvio Montenegro
    3 de julho de 2018 at 18:52 (5 meses ago)

    Estou lendo por aí que o Fluminense vai contratar um Titi…

    Não estão pagando nem os salários dos funcionários que recebem menos de 5 mil por mês, uma vergonha, um show de incompetência, um descalabro, por favor, se não conseguem cuidar do Fluminense peçam para sair e deixem outros levarem o clube adiante.

    E sem esse papo de crise econômica, de que o Fluminense não é mais um grande clube e todas as justificativas medíocres que são dadas para escamotear a total falta de capacidade de gerir o clube.

  202. Fernando Ventura Jr.
    4 de julho de 2018 at 8:40 (5 meses ago)

    Claro que não tenho certeza. Está muito nebuloso. Parece que o Abad que fez a besteira e pediu para o MT assumir, mas também não se pode afirmar isso.

Deixe um Comentário