A quem interessa sangrar o Fluminense?

espioes

A resposta para a pergunta acima seria óbvia, certo? Aos adversários. Aos rivais. Que bom se fosse simples assim. Adversários odiarem o Fluminense é ótimo! Queremos que seja sempre assim. Hoje, no entanto, gostaríamos de convidar o torcedor do Fluminense a uma reflexão: além dos rivais, a quem mais interessa?

Aceitamos oposição. Aceitamos que o presidente e seus grupos de apoio sejam criticados. Achamos bastante saúdavel uma oposição com criticas tecnicamente bem fundamentadas e com uma postura propositiva. O que consideramos inaceitável é prejudicar os interesses do Fluminense em nome de se estar fazendo oposição. Pior: em nome de interesses políticos. O torcedor já deve ter percebido que sempre que há um momento positivo do futebol logo surge um vazamento de informação, muitas vezes distorcida, uma fofoca, uma acusação… Coisas que muitas vezes expõem parceiros do clube, prejudicam interesses do Fluminense, desanimam e desmobilizam a torcida. Há tricolores (?) que não se importam nem um pouco em dar destaque a fatos ou boatos que possam expor negativamente o clube, diminuir sua atratividade para novos parceiros e causar instabilidade para o time de futebol em um momento que pediria união geral.

A quem, dentro da sede de Laranjeiras, interessa vazar informações que possam prejudicar interesses do próprio Fluminense?

Eis o nosso convite à reflexão. Você, torcedor, logo após uma vitória boa, como foi a de domingo, é logo bombardeado com reportagens desanimadoras sobre situações supostamente ruins do clube. Seria bom se fossem críticas que atingissem somente a gestão, mas não é o que acontece na maioria dos casos. Essas pessoas estão preocupadas mesmo com o Fluminense ou com seus próprios interesses políticos?

56 Comentários em A quem interessa sangrar o Fluminense?

  1. Danilo Soares Félix
    27 de abril de 2018 at 13:45 (1 ano ago)

    A politicagem passa a ser grave quando ocorre de dentro pra fora. Denúncia anônima à vigilância sanitária fechou o Bar do Guerreiros por suposto problema no exaustor. Quem denunciou “se esqueceu” que isso mantém o Salão Nobre sem condições de ser alugado, tirando importante fonte de receita do Depto Social. E agora o contrato Valle Express foi parar na internet, após atraso mínimo de 11 dias numa parcela. A quem interessa?

  2. Diogo Trindade
    27 de abril de 2018 at 13:58 (1 ano ago)

    A quem interessa todo mundo sabe.

    Agora, o que importa é como fazer esta sangria de informações parar. Tudo bem que os conselheiros tem acesso aos documentos, e tem que ter mesmo por causa da transparência. Mas o Fluminense precisa de um departamento de compliance para monitorar quem pode estar fazendo informação sigilosa e punir a pessoa com a remoção da pessoa como sócia.

    Apenas reclamar que alguém vazou não vai levar a lugar nenhum. Precisa investigar e punir.

  3. Davi Carvalho
    27 de abril de 2018 at 14:14 (1 ano ago)

    Todos sabem que o site NetMário (ou seria CelsoFlu???) é do contra, mas nem sempre se deve esconder informações, algumas podem muito bem ser mostradas. Quem é situação tem que estar preparado pra viver com isso.
    de toda forma, não votarei em Mário, o pior dos lixos que poderiam ser presidente do clube, um lixo de ser humano e dirigente, uma merda, ele e seus apoiadores medíocres e cheio$ de intere$$e$. Não morro de amores por Celso também.
    Que todos os tricolores estejam atentos também a um fato, em breve esse site começará seus ataques a Pedro Antônio, esperem e verão, pois ele hoje é o candidato mais forte que o clube possui, deve se candidatar e esse veículo de mídia pró advogado fará de tudo para queimá-lo, principalmente com o apoio dos twitteiros medíocres.

    Escrevi isso lá e reproduzo aqui.

  4. Davi Carvalho
    27 de abril de 2018 at 14:17 (1 ano ago)

    Mais uma coisa, se a gestão errasse menos, muitos problemas não seriam expostos.
    Meus Deus, o caso Teixeira/Diego Souza é o máximo de canibalização interna que o clube pode sofrer, e a culpa não é do netflu.
    Se houvesse profissionalismo nessa gestão, se não existisse Rogério Romano, Simone, Ceroy entre outros, não teríamos esse excesso de besteiras acontecendo.
    Nem vou me estender muito sobre esses assuntos, APENAS ERREM MENOS.

  5. Felipe
    27 de abril de 2018 at 14:20 (1 ano ago)

    O Fluminense precisa é de jogador!!!! De técnico!!!
    Chega desse “gerenciologês”

  6. Sergio Binda
    27 de abril de 2018 at 14:42 (1 ano ago)

    É incrível a facilidade com que informações internas do clube são vazadas na imprensa e nos meios de comunicação. Vejo muitos torcedores pedirem transparência, mas entendo que há uma enorme confusão de conceitos. Uma coisa é analisarmos e sabermos dos resultados publicados pelo clube. É obrigação divulgar e manter estas informações em dia.

    Outra coisa totalmente diferente é o torcedor achar que tem de saber de tudo o que se passa e se planeja no clube. Acionistas de empresas não têm ideia do planejamento estratégico e das aquisições ou vendas que as mesmas pretendem fazer e se este tipo de informação vaza o compliance é acionado imediatamente.

    Vamos focar no São Paulo, que neste momento é o que importa…

    ST

  7. Marlon Tavares
    27 de abril de 2018 at 14:52 (1 ano ago)

    Não sei se quem vazou está tão errado assim, por um lado divulgou um acordo confidencial e expôs o clube e o patrocinador, mas por outro lado escancarou mais um grande erro, entre tantos, dessa gestão. Transpareceu para o torcedor que o contrato com a caixa econômica era a melhor opção, ficamos sem master por um ano, atrasamos salários, o time perdeu rendimento no segundo semestre e brigamos para não cair, e se tivesse caído? Perdemos o Scarpa de graça por não honrar o compromisso, perdemos o H.Dourado para o rival provavelmente pelo mesmo motivo, fora desgaste da imagem do clube de mau pagador. A desculpa foi que o acordo com a Valle era melhor, agora sabemos que foi mais uma mentira, marca registrada da gestão. A caixa por ser pública tem contratos transparentes, acho que há como haver comissão para terceiros, será esse o real motivo da recusa da gestão, querem contratos confidenciais? Fica a dúvida no ar…

  8. Flavio Chammas
    27 de abril de 2018 at 15:38 (1 ano ago)

    Senhores

    Comecei a falar na”politicalha” (nem sei se existe, mas quero dizer que é terrivel para a instituição) bem antes da eleição, quando começamos a ver tudo de ruim e errado ser propalado e passado para a mídia, por todos os meios.

    Quando falei em poder a qualquer preço, a qualquer custo, e que isso traria consequências, é o que vemos.

    Quem não está no barco(uma merda, vai afundar, é ruim, enfim todos os nomes para desqualificar a instituição), quer entrar de qualquer forma e para isso usa de todos os meios.

    Estranho ser tão ruim, tão difícil, e todos querem?

    Porque será?

    Qual a formula magica dos que pregam a renuncia?

    Se são tão tricolores porque não ajudam com a “formula magica” que eles tem ou sabem?

    HOJE NÃO PRECISAMOS MAIS NEM DA MÍDIA FLAPRESS E DOS PAULISTAS, NÓS MESMOS NOS ENCARREGAMOS DE NOS SABOTARMOS.

    COMO CONSEGUIR PATROCÍNIO SE NÃO HÁ MÍDIA POSITIVA?

    MESMO QUANDO O TIME SE ARRUMA E GANHA UMA, SÓ TEM DEFEITOS, NADA PRESTA.

    QUAL TIME, TIRANDO OS PORCOS (GRANA A FUNDO PERDIDO, TIPO UNIMED), E OS GAMBÁS E A MULAMBADA, QUERIDINHOS DAS MÍDIAS TODAS, ESTÁ COM AS CONTAS EM DIA?

    ATRASO EM PAGAMENTO NÃO É NORMAL NA NOSSA SITUAÇÃO?

    E SÓ NÓS ESTAMOS NA MÍDIA POR CAUSA DISSO, GRAÇAS A “OPOSIÇÃO MILAGROSA”.

    A BENÇÃO JOÃO DE DEUS

  9. Fernando Ventura Jr.
    27 de abril de 2018 at 16:49 (1 ano ago)

    Uma coisa que eu acho errado é fazer as críticas repetidamente ao que já foi feito de errado como se fosse possível consertar. Comparando, imagine que uma mulher descobre que o namorado a traiu com outra. Ela fica chateada e demora a perdoá-lo. Quando finalmente o perdoa, descobre que a traição teve como consequência que a outra ficou grávida. A mulher volta a ficar emburrada por causa de um erro que já aconteceu e houve uma consequência. Vamos então supor que ela tornou a perdoar(e olha que ela já tinha perdoado e ele não tinha incorrido em um segundo erro).
    Que o Abad errou ao ser um dos responsáveis pela aprovação das contas e consequentemente iludir os seus eleitores é algo que não se pode voltar atrás. Ao vender o Richarlison por tão pouco também não há o que fazer. Ao usar boa parte do dinheiro na aquisição do Robinho também não.
    O problema é que são erros em cima de erros. Deu poderes ao Marcelo Teixeira para abrir mão do dinheiro no caso do repasse do Diego, caso contrário o teria demitido. Contrata um jogador agenciado pelo filho do técnico. Insisti em contratar um jogador, desaconselhado pelos médicos. Contrata um goleiro estrangeiro e aceita que o Abel desmereça o jogador. São erros em cima de erros. Não acho que o seu impechment seria solução, mas pelamor… pare de errar tanto!

  10. Fernando Ventura Jr.
    27 de abril de 2018 at 16:55 (1 ano ago)

    O pior no caso Scarpa é que, no momento, ganhamos a ação e nada é feito. Nem o jogador é integrado ao grupo e nem somos reparados financeiramente.
    Quanto ao Dourado achei boa a sua saída. Recebemos algum dinheiro e a sua saída aliviou a folha.

  11. José Carlos Nascimento
    27 de abril de 2018 at 17:11 (1 ano ago)

    Concordo e assino. Simples assim.

  12. Cezar Motta
    27 de abril de 2018 at 17:14 (1 ano ago)

    Mas meu caro, os acionistas conhecem sim senhor o planejamento das empresas, e quando há erros, prejuízos brutais, a diretoria cai.

  13. Rodolfo Oliveira
    27 de abril de 2018 at 17:29 (1 ano ago)

    Abad justifica voto em Rubinho: “Relação excelente com ele e o Carioca tem melhorado”
    Realmente…….

  14. COSTA
    27 de abril de 2018 at 17:37 (1 ano ago)

    Realmente voce registrou toda a cronologia dos erros, ah se fosse o Horcades

  15. Aluisio Silva
    27 de abril de 2018 at 18:09 (1 ano ago)

    Acho que perdi o foco… qual é a discussão mesmo?
    Ou estão todos jogando conversa fora?
    Putzgrila!!!

  16. Rodrigo
    27 de abril de 2018 at 18:10 (1 ano ago)

    Abad votou no Rubinho pra seguir na FERJ, pq o Carioca “tem melhorado”.

    Um regulamento esdrúxulo, jogos deficitários, e os roubos de sempre (o gol q nos eliminou saiu de um lateral mal marcado para o rival).

    Mas Abad é isso aí.

    Não precisa de vazamento não. O próprio presidente, da Flusócio, arma o inimigo.

  17. COSTA
    27 de abril de 2018 at 18:32 (1 ano ago)

    Mas um “departamento de compliance”, 1,2% para o Samorim, mais 1,…% para o Simoni, mais X % para as PJs, agora mais y % para esse departamento, por isso que não sobra para contratar jogador de nível, só refugo

  18. Wladimir
    27 de abril de 2018 at 19:07 (1 ano ago)

    Danilo, amigo, pra variar a resposta a estas questões todas estão na gestão. Quais são os critérios para acesso aos documentos ? Quem acessa ? Como acessa ?

    A imprensa tem essa face de trazer a público tudo o que ela acha que vai ser notícia. Sempre vai ter. Mesmo que seja uma imprensa especializada.
    Por outro lado, se a gestão tem seus argumentos, é sempre uma boa oportunidade de se manifestar e defender seus pontos de vista. Porque foi melhor o contrato da Valle Express ? Cadê o CEO para expor o ponto de vista da gestão ? Houve atraso ? Tem justificativa ? O melhor é esclarecer e mostrar que as coisas estão sob controle.
    Se fazer de vítima é sempre a pior estratégia. Mostra fragilidade e falta de convicção nos posicionamentos da gestão.

    Em resumo como um comentário geral em relação a tudo o que está acontecendo, volto a dizer que o problema é de gestão. O Fluminense deveria ter contratado um gestor (CEO) mais experiente, de preferência como experiência em recuperação de empresas em dificuldade financeira, já desde o início, lá atrás. A sucessão de erros tem ocorrido como consequência das decisões erradas no início.

  19. Valmir Carvalho da Silva
    27 de abril de 2018 at 19:08 (1 ano ago)

    Jogo importante contra o São Paulo. Espero que nossa torcida compareça em grande número para apoiar esse time que luta até a exaustão. Estarei no Maracanã mais uma vez. Quanto ao assunto do blog, erros em profusão da gestão propiciaram esse tipo de ação maléfica ao clube. Entretanto, o tricolor que realmente ama o clube acima de interesses pessoais, somos a maioria, deve ter discernimento. O Danilo escreveu que o bar dos Guerreiros foi fechado devido uma denúncia interna de um suposto problema no sistema de exaustão. Com isso, o salão nobre não pode ser alugado e o clube deixa de arrecadar uma boa receita. Isso é um absurdo. Esse cidadão tem que ser descoberto e banido do Fluminense. Isso não é papel de Tricolor de verdade.

  20. Dam
    27 de abril de 2018 at 19:33 (1 ano ago)

    jogo amanha no sub20.
    reservarão 1200 torcedores. 800 do Flusão e 400 do Asco (33,333333 porcento para o Asco)
    Ano passado jogo lá no chiqueiro da colina só tivemos 5% porcento de ingresso (lógico com uma perfeita justificativa).
    Votou (e justificou ????) para o Roubinho.
    Ainda teremos de engolir as trapalhadas (excesso de, pode parecer como tramoias).
    até quando?.

  21. ALEXX
    27 de abril de 2018 at 19:38 (1 ano ago)

    Conclusão a que chegamos: o que vazou então é verdade…

  22. vivianne
    27 de abril de 2018 at 19:43 (1 ano ago)

    Se as informações vazam, é porque alguém de dentro passa, sabem o q é isso?
    Vendem a alma pro capeta para ganhar a eleição, depois não querem pagar a conta, simples assim.
    Eu avisei aqui neste blog q no momento em que a Flusócio aprovasse o absurdo das contas da gestão anterior estava assumindo o desgaste, acordo com grupos políticos q afundaram o flu, um diretor geral braço direito do nuzmam, avisei, não somente eu muitos falaram isso.
    A Flusócio se queimou porque fez o discurso da mudança e optou pelo mesmo caminho de todo político, a mentira e o clientelismo.
    Portanto não coloque a culpa nos outros, até porque como disse acima, os métodos são diferentes, mas conquistar o poder a todo custo, fazem igual a vcs!
    Enquanto isso continuamos sem time, sem recursos, sem força política, isolados, e dessa vez não tem Celso barros(com todos os defeitos), Pedro Antônio, parreira, não tem mais ninguém para salvar o clube, foi a escolha da Flusócio, portanto parem de mi-mi-mi, e façam alguma coisa útil, porque até agora a gestão de vcs é muito ruim, e isso não precisa ser oposição para ver!

  23. COSTA
    27 de abril de 2018 at 19:46 (1 ano ago)

    Mais uma decepção o contrato com a Valle não era fantastico ?, porque
    não podia ser transparente ? como são em outros clubes, então a CEF era
    melhor ?, mas o CEO faltou com a verdade? , quantas interrogações,
    quantas dúvidas.
    E ai em resumo os culpados não são quem realizam
    tais contratos, não, pasmem, os culpados são os que conseguiram acesso
    ao mesmo e expuseram aos torcedores toda a verdade contida no contrato, é
    fantastico chegar a essa conclusão.

  24. Luiz
    27 de abril de 2018 at 19:49 (1 ano ago)

    Por que só vazam notícias ruins,por que será que nao vazam notícias boas,será por que nao existem ????

  25. Mauro Carvalho - SP
    27 de abril de 2018 at 20:07 (1 ano ago)

    Repasso aqui e endosso os comentários do Paulo Rocha, do Panorama Tricolor:

    ‘Isenção parcial’, filhote da hipocrisia (por Paulo Rocha):

    Atuei na imprensa esportiva durante muitos anos e vou dizer uma coisa a vocês, aliás, farei um desabafo. Nas redações dos grandes jornais (e de outros veículos) existe uma prática na editoria de esportes: para fazer a cobertura de um determinado time, o repórter escalado não pode torcer por ele. Se tiver raiva do referido clube, melhor ainda. É, inclusive, incentivado a meter a porrada. E o Fluminense sofre muito com isso.

    A desculpa dada pelos escrotos dos aquários é a busca da isenção. Contudo, ter raiva de alguém, ou de alguma coisa está longe, muito longe, de ser isento. Pelo contrário. Os hipócritas dirão que eu sou maluco, doente pelo Fluminense. Mas doido, não sou não. Vivi no meio dessa porra e sei muito bem o que estou dizendo.

    A hipocrisia é a arma destes escrotos. Sutilmente, eles tentam injetar suas ideias em pessoas que, em boa parte, não possuem capacidade para discernir, seja por um motivo ou por outro. Criaram a “isenção parcial”. Uma nova merda gerada nestes tempos que em as redes sociais tentam tornar as opiniões imbecis quase verdades absolutas e inquestionáveis.

    O Fluminense foi eleito, há muitos anos, o inimigo número um destes babacas. Seja pelos episódios nos quais se envolveu, dos quais, na sua maioria, foi vítima, ou mesmos pelos títulos conquistados. Se o vento do otimismo começa a soprar, a ordem é, no dia seguinte, fuçar para descobrir uma merda. Paz nas Laranjeiras? Não, isso não pode existir.

    O que importa para este tipo de gente é a grande massa (se é que me entendem) ficar feliz, mesmo que seja ao custo de fantasias, de factoides, de soberba e de outras escrotidões afins. Até a imprensa paulista, que detonava nossas coisas como um todo, entrou na dança e rotulou o Flu como inimigo público número um. Com algumas raras exceções, viraram baba ovos, pois precisam da audiência.

    Domingo, enfrentaremos o São Paulo, no Maracanã. Jogo duro, duríssimo. E, para os babacas que só pensam em sabotar o Fluminense, não pode haver paz durante a semana. Não, não podemos ganhar do Cruzeiro e, na rodada seguinte, do São Paulo.

    No dia seguinte após o épico embate com os mineiros, a pauta dos programas era a cera que o Tricolor teria feito para segurar o resultado (obtido com um homem a menos desde os 15 minutos de jogo). E o imbecil protagonista daquela história do escudo de cabeça para baixo? Nesta quinta-feira, a manchete tricolor dos sites era que o patrocinador máster atrasou o pagamento mais uma vez. Ora, vão tomar no cu!

    Tudo bem, que tentem nos desestabilizar. Abel Braga tem passado uma vivência incrível aos nossos jovens guerreiros. Eles começam a sacar que o oponente está dentro de campo, mas que os verdadeiros inimigos do Fluminense estão fora dele. Isso só aumenta o amor e o orgulho que temos pelas três cores.

    E por tudo que eu disse que nós, tricolores, não podemos ficar digladiando conosco mesmo. É que os babaquaras querem, é o seu maior prazer ver a nossa aflição. Não vamos dar esse gosto a eles. Vamos em frente. Saudações Tricolores.

    Panorama Tricolor

  26. Carlos Alberto Pintinho
    27 de abril de 2018 at 20:08 (1 ano ago)

    O problema é que estão doidos para jogarem o bebê, água e bacia fora. A instituição não está sendo preservada. Toda hora surge um golpe baixo da NETFLU, que o tempo todo pratica o simulacro. Essa administração tem equívocos ? Está na cara, mas o problema é estrutural que vem a séculos e não de agora. A UNIMED, foi uma relação pragmática, que em termo administrativo foi um atrazo. Pois não ajudou o clube a se organizar. Penso que para ser oposição não precisa sangrar o clube! Respeite a democracia, montem uma chapa e ganhem as eleições!

  27. Mauro Carvalho - SP
    27 de abril de 2018 at 20:13 (1 ano ago)

    Não acabem com o Projeto Samorin – isso não é investimento para retorno a curto prazo.

    Se tem que cortar despesas, que se cortem os PJ’s daqui do Brasil.

    E que se aumentem as receitas: Laranjeiras precisa voltar a receber jogos e os ingressos no Maraca precisam baixar para encher ao menos as cadeiras inferiores

  28. Mauro Carvalho - SP
    27 de abril de 2018 at 20:15 (1 ano ago)

    Reduzam o quadro de PJ’s pela metade – a começar pelo C.E.O. – isso sim seria uma ótima notícia. Não atrasem salários dos jogadores !!

  29. Mauro Carvalho - SP
    27 de abril de 2018 at 20:20 (1 ano ago)

    Do sempre coerente Marcelo Savioli:

    Quando será que o pessoal vai entender que ingresso a R$ 50 limitam a presença de público no Maracanã?

    Mais um prejuízo contra o Cruzeiro numa abertura de Campeonato Brasileiro com 10 mil pessoas.

    Por várias razões, o Fluminense precisa desesperadamente de estádios cheios. Se é para tomar prejuízo, que seja com estádio cheio.

    Experimenta colocar o ingresso a R$ 30,00 que com 30 mil presentes a gente zera o prejuízo. Se não, se é para perder dinheiro, que ganhemos alguma coisa em troca. A torcida do Fluminense valoriza o espetáculo e agrega alto valor à marca.

    Aliás, a economia fechando os setores superiores é cada vez menor. A despesa já foi de R$ 400 mil, agora já subiu para R$ 480 mil. Daqui a pouco teremos meio estádio pelo preço de um. É pechincha reversa?

    Homi rapaz! A relação do Fluminense com o Maracanã é muito estranha. E isso já é desde priscas eras.

    Saudações Tricolores!

  30. Flavio Chammas
    27 de abril de 2018 at 20:23 (1 ano ago)

    Não ganhamos ainda, a juíza deu prazo para se apresentar as alegações finais, e depois decidirá.
    Esperamos que ela mantenha a linha usada ate agora.
    O trabalho do jurídico foi bom, como mostram as decisões favoráveis, mas cabeça de juiz é complicado.

  31. Sergio Binda
    27 de abril de 2018 at 21:03 (1 ano ago)

    Perfeito com relação a queda da diretoria, mas quem possui ações de uma multi ou de uma grande empresa nacional não tem ideia de informações confidenciais. Não confundir com o Conselho. Inclusive somos proibidos de divulgar resultados financeiros da empresa antes que eles se tornem públicos justamente por questões de informações privilegiadas e enriquecimento desonesto.

    De qualquer no meu ponto de vista o problema não é de quem divulga e sim quem vaza e a solução disto passa pela criação de uma área seria de compliance.

    Tenho minhas restrições em relação ao net flu, pois tenho a impressão que tinham compromissos pós eleitoral com o Mario (Só impressão mesmo).

    ST

  32. Claudio Souza
    27 de abril de 2018 at 21:12 (1 ano ago)

    Há muita escrotidão e falta de escrúpulos na divulgação de fatos e factóides a respeito da gestão, mas ela também não ajuda, essa é que é a verdade.

    ST

  33. Claudio Souza
    27 de abril de 2018 at 21:14 (1 ano ago)

    Eu concordo, só não tenho a menor noção do tamanho do gasto com esses gestores contratados.

    É como a estória do Marcelo Teixeira : se fala muito, mas ninguém apresenta dados concretos que justifiquem as críticas.

    ST

  34. Claudio Souza
    27 de abril de 2018 at 21:21 (1 ano ago)

    A administração também não ajuda.

    Abad foi pouco inteligente (com muito boa vontade) ao justificar seu voto em Roubinho. É pergunta pra não ser respondida, em vez de dizer uma besteira daquela.

    A ideia era dispensar os veteranos caros para reduzirs folha e fazer acordos para alongar a dívida, aí dão um chute no traseiro dos caras.

    Aí, fica mais difícil reclamar das manobras baixas.

    De qualquer forma, a escrotidão impera na grande imprensa e,o que é pior, entre os que se dizem tricolores (na mídia “tricolor”, na torcida e na política). Não há o mínimo cuidado com o que se critica e se divulga.

    ST

  35. COSTA
    27 de abril de 2018 at 22:25 (1 ano ago)

    Acho que é isso, já estou até em dúvida .mas e errado . Kkkkkk

  36. Sylvio Montenegro
    27 de abril de 2018 at 23:20 (1 ano ago)

    O maior público do Fluminense no Maracanã, nos últimos 5 anos, excetuando-se os clássicos locais, foi Fluminense e Vitória-BA, 50 mil presentes com ingressos a R$ 10,00 nos setores Sul e Norte e R$ 30,00 no setor Leste. A renda foi de R$ 609.195,00.

    Contra o Cruzeiro foram 10 mil presentes com ingressos a R$ 50,00. A renda foi de R$ 263.145,00. O que é melhor?

    Será que é muito difícil? Sério mesmo que é difícil?

  37. Sylvio Montenegro
    27 de abril de 2018 at 23:28 (1 ano ago)

    “Relação excelente e o Carioca tem melhorado”. Ahhh, tá bom!!!

    Salve Roubinho!!!

    Del Nero foi banido para sempre do futebol, mas deixou seu homem de confiança e braço direito na presidência da CBF, com o voto do Fluminense. Gestão inovadora, ética e transparente apoiando as mudanças no futebol. #SQN

    Salve Caboclo!!! O corrupto.

    Os caboclos da Umbanda devem estar tristes com isso. Só o Gum pra dar jeito nessa situação!

  38. Mauro Carvalho - SP
    28 de abril de 2018 at 0:59 (1 ano ago)

    Sim, Cláudio, sem dúvida não ajuda – só fazem besteira. Mas tá difícil aprumar o navio com gente de dentro sacaneando. ST

  39. Mauro Carvalho - SP
    28 de abril de 2018 at 1:00 (1 ano ago)

    É um raciocínio tão óbvio que não dá para entender o Abad….e o cara é dos números, né?

  40. Flavio Chammas
    28 de abril de 2018 at 9:39 (1 ano ago)

    Mauro sem polemizar, só para que eu forme juizo e tenha mais conhecimento.
    Vc fala em reduzir pela metade os PJs, mas quantos seriam? Em que areas? Como posso saber disso? Se não puder ser por aqui, encontramos modo de nos falarmos. Agradeço sua ajuda.
    Reafirmo que nosso maior reforço é o pgto em dia.

  41. Flavio Chammas
    28 de abril de 2018 at 9:40 (1 ano ago)

    Eu tenho a impressão(ou existem normas/fatos que desconhecemos) que o pessoal não sabe fazer conta.

  42. Sergio Binda
    28 de abril de 2018 at 11:29 (1 ano ago)

    Troco todo o resto que você falou por uma área de compliance séria e independente. Desde a decada de 90 o futebol no Brasil e no mundo começou a movimentar muito dinheiro e infelizmente os valores da sociedade brasileira não são os mais nobres. Apesar da pindaiba que o Fluminense sempre se encontra, anualmente entram 200 milhões somente no Futebol. Se há facilidade, as negociações que você comenta com frequência tornam – se fáceis de acontecer.

    O problema é achar que ainda estamos na década de 70, onde se administrava o clube baseado em renda de jogos. Os tempos mudaram amigo!!!

    ST

  43. Luiz
    28 de abril de 2018 at 12:12 (1 ano ago)

    Acorda cedo pra ver esse time sub 20 jogar e só ser estressa , então viva o insubstituível Marcelo Teixeira

  44. COSTA
    28 de abril de 2018 at 12:27 (1 ano ago)

    E verdade , principalmente o que vc falou ” os valores da sociedade brasileira não são os mais nobres”, é muito dinheiro em jogo, fato é que os clubes endividados, com dificuldades ,sempre tem vários interessados em presidir a crise, como são ABNEGADOS

  45. COSTA
    28 de abril de 2018 at 16:16 (1 ano ago)

    Mas tem quem goste, também há gosto para tudo

  46. COSTA
    28 de abril de 2018 at 16:19 (1 ano ago)

    Tambem gostaria de saber , pois acho que é um dos motivos de estrangulamento faz nossas finanças, apoiado.

  47. André Pereira
    28 de abril de 2018 at 16:20 (1 ano ago)

    Doentio foi aprovar o orçamento.
    Ali acabou toda a credibilidade e VOCÊS lesaram o clube como todo e qualquer canalha anterior.
    Quem votou a favor lesou o clube!!

  48. André Pereira
    28 de abril de 2018 at 16:26 (1 ano ago)

    É só vitimização.
    Se uma coisa está errada a culpa é de quem apontou e não de quem deixou ficar errada ou optou errado.
    O primeiro passo dos fracassados sempre foi e será colocar a culpa nos outros.
    No Fluminense se se pega a esposa traindo no sofá, a atitude é trocar o sofá.
    Viva os amigos!!
    Pobre Fluminense….

  49. André Pereira
    28 de abril de 2018 at 16:29 (1 ano ago)

    É isso mesmo??
    Venderam a alma ao diabo para ganhar a eleição e agora querem reclamar do calor que faz no inferno?!
    Não venham falar em politicagem pq a política mais rasteira que existe é a união com qualquer um de qualquer ideal pelo único e simples fim do poder a qualquer preço.

  50. Luiz
    28 de abril de 2018 at 18:01 (1 ano ago)

    Tem um.torcedor de gestão que defende o Marcelo Teixeira com unhas e dentes

  51. Luiz
    28 de abril de 2018 at 18:02 (1 ano ago)

    Pra que virar sócio torcedor pra contratar jogadores que ganhem até 140 mil e pensar pequeno

  52. Leonardo Barbosa
    28 de abril de 2018 at 18:09 (1 ano ago)

    Inês é morta há muito tempo.

  53. Leonardo Barbosa
    28 de abril de 2018 at 18:18 (1 ano ago)

    No sao Paulo os contratos são abertos para aprovação do conselho, pelo que sei.

  54. Luiz
    29 de abril de 2018 at 13:16 (1 ano ago)

    Verdade ,é igual ao Darcy

  55. Rogério Barbieri
    30 de abril de 2018 at 20:50 (1 ano ago)

    Desde quando nasci, a gratuidade existe. Então, para mim, não vejo isso como um mal. Mesmo porque, para a criança a gratuidade tem uma finalidade. Transformar aquela criança num jovem e adulto frequentador de estádio de futebol.

    Considerando que somos um País de 3o Mundo caminhando para os 5os dos Infernos, não vejo mal. De novo, vamos pensar que dos 80 mil lugares, a desocupação é enorme, quase 85%.

    Pena que o Peter Siemsen destruiu o contrato que tínhamos no Maracanã. Honestamente, não sei se ele saiu ganhando um qualquer por isso, só sei que o Fluminense perdeu muito. Se fosse presidente de uma S/A com capital aberto na bolsa, o Peter Siemsen precisaria dar uma explicação muito mais convincente por conta do prejuízo causado ao clube. E muito provavelmente não a revisão do contrato nessas condições tão desfavoráveis não aconteceriam.

  56. Alexandro Pagel
    3 de maio de 2018 at 7:04 (1 ano ago)

    Agora querem botar a culpa da péssima gestão na oposição!
    Vcs quebraram o clube, o Fluminense está quebrado, conseguimos ter resultados bem piores do que o Botafogo!

Deixe um Comentário